Tag coimbra

cropped-25188853_1803684876322803_2077739687862859591_o-e1567380397973-1.jpg

Voluntariado – Os Caminhos precisam de Ti!

Anualmente realiza-se em Coimbra, o único festival de cinema cujo principal foco de interesse é a arte cinematográfica nacional. A sua primeira edição foi em 1988 e no próximo mês de Novembro realizar-se-á a sua 25.ª edição.

O festival Caminhos do Cinema Português é organizado por uma equipa integralmente voluntária e co-promovido pelo Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra e pela Associação de Artes Cinematográficas de Coimbra. 

Ao participar na realização deste evento terás a oportunidade de conhecer “na primeira pessoa” os principais intervenientes do Cinema Português desde realizadores, produtores, actores ou profissionais de áreas técnicas com a cinematografia, som ou direção de arte. Inscreve-te aqui.

saber mais

cropped-44389327140_7b8de346db_o.jpg

Até 31 de Julho reduzimos 50% no valor da inscrição.

Os Caminhos do Cinema Português têm ao longo dos últimos anos aprenderam e transformaram-se ao longo de um íntimo diálogo com a massa crítica resultante da produção nacional, da promoção do ensino e da investigação cinematográfica e dos diálogos interculturais e inter-artes que daí resultam. A passos largos são construídos os Caminhos naquela que será a sua 25.ª edição, a realizar-se de 22 a 30 de novembro.

Até 31 de julho aberta a convocatória de filmes nacionais (Competições; Selecção Caminhos, Ensaios e Outros Olhares, Secções Paralelas; Juniores, Séniores) e internacionais (Competição Seleção Ensaios e Secção Paralela Caminhos Mundiais), podendo a inscrição ser realizada na plataforma http://filmfreeway.com/caminhos

saber mais

cropped-67210521_636722796822576_8122377885152444416_n.jpg

Plano Frontal selecciona alunos do Curso Cinemalogia

Concluída a 9.ª edição do Curso de Cinema ‘Cinemalogia’, os formandos Lucas Fidalgo Knoeller, Nídia Nascimento e Paulo Duarte continuam o caminho da aprendizagem e domínio da sétima arte. Esta foi uma das 3 equipas selecionadas para integrar a residência cinematográfica PLANO FRONTAL, que vai decorrer durante o Festival Internacional de Documentário de Melgaço ‘MDOC’ entre 26 Julho a 4 Agosto.

saber mais

cropped-AMEQS_18Destaque-min.jpg

A Interpretação no Cinema

O que distingue a interpretação no cinema do teatro? A interpretação para cinema envolve técnicas e exigências específicas adequadas a um set de filmagem e à linguagem cinematográfica. Esta oficina de Interpretação para o Cinema guia o aluno dentro desse universo e linguagem específica, dando um panorama profissional e preparando o ator para o trabalho no set, ao mesmo tempo que desenvolve e amplia seus conhecimentos, experiências e técnicas de interpretação. O realizador Nuno Rocha coordenará, nos próximos dias 6,7,13 e 14 de Julho, em Coimbra, esta oficina de “Interpretação para Cinema”, integrada na oferta formativa do curso de cinema CINEMALOGIA

saber mais

53201085_2059369920828023_4295827839942393856_n.jpg

Caminhos da Cinemalogia

O Curso de Cinema, criado em 2011, constituiu-se como um evento de referência na formação de públicos na área cinematográfica tanto numa abordagem teórica como prática. Volvidos sete anos desde a primeira edição propomos a revisitação das várias metragens realizadas em cada edição deste Curso de Cinema possibilitando uma leitura transversal dos métodos de ensino e produção empregues em cada edição, mas também um olhar atento sobre os vários espaços da cidade em que estas decorreram. Esta exibição conjunta é também uma oportunidade para a organização realizar um processo de auto-avaliação destes sete anos de trabalho em prol da formação e crítica cinematográfica. A exibição decorre no dia 6 de Março, às 18h00, no Mini-Auditório Salgado Zenha.  Entrada Livre.

saber mais

0.jpg

“História e Linguagem do Cinema” com Catarina Maia a 15 e 16 de dezembro

História e Linguagem do Cinema” com Catarina Maia vai ser lecionado a 15 e 16 de dezembro, propondo-se a levar os alunos pelos caminhos da história do cinema familiarizando-os com a gramática da sétima arte.  

saber mais

PREMIADOS.png

Premiados da XXIV edição

Terminou a 1 de dezembro a XXIV edição dos Caminhos do Cinema Português. Das cinco equipas de júri; Caminhos, Ensaios, FICC, Imprensa CISION e Público, resultaram 26 premiações dais quais “Cabaret Maxime”, de Bruno de Almeida, foi o filme que mais galardões alcançou, nomeadamente Melhor Banda Sonora, para Manuel João Vieira, Melhor Realização, para Bruno de Almeida, Melhor Direção Artística, para João Torres, Melhor Actor Secundário para John Wentinmiglia e o Grande Prémio do Festival.

Destaque ainda para “Até que o Porno nos Separe” de Jorge Pelicano que na sua primeira exibição alcançou o prémio de Melhor Documentário Universidade de Coimbra e o Prémio do Público Chama Amarela, “Por Tua Testemunha” de João Pupo com os Prémios de Melhor Argumento Adaptado e de Melhor Actor para Fernando Rodrigues, “Aparição”, de Fernando Vendrell, que conquistou os prémios de Melhor Atriz Secundária e Melhor Guarda-Roupa, “Maria”, de Catarina Neves Ricci, com os prémios de Melhor Atriz e Menção Honrosa do Júri FICC, Anteu, de João Vladimiro, premiado com o Prémio Melhor Comunicação e Promoção Ivity Brand Corp. e Melhor Curta-Metragem Turismo do Centro, “Entre Sombras”, de Mónica Santos e Alice Guimarães, Melhor Animação e Menção Honrosa do Júri de Imprensa CISION e, finalmente, para “Terra Franca”, de Leonor Teles, que alcançou os prémios D. Quijote da Federação Internacional de Cineclubes e o Prémio de Melhor Longa-Metragem de Ficção Europcar.

saber mais

Praça-Paris-Joana-de-Verona_Marco-Antonio.jpg

Antevisão 29 Novembro

Ao sexto dia dos Caminhos do Cinema Português chega o dia em que serão exibidas três longas e uma curta-metragem.

Ao início da tarde a selecção oficial estará representada pela curta-metragem Descobrindo a Variável Perfeita, de Rafael Almeida naquela que será uma incursão a um universo muito particular e com alguns elementos “Andersonianos”, a qual será seguida pela longa-metragem Soldado Milhões, de Gonçalo Galvão Teles num retrato do herói português da Primeira Guerra Mundial agora que cumpre o seu centenário.

Ao final da tarde será exibida a longa-metragem Lovers on Borders (Amantes na Fronteira), uma co-produção luso-nipónica realizada por Atsushi Funahashi e que centra a sua dinâmica em dois espaços temporais distintos mas com elementos históricos que os unem… tal como às suas personagens.

E finalmente, a sessão da noite irá apresentar Praça Paris, de Lúcia Murat, uma co-produção luso-brasileira protagonizada por Grace Passô e Joana de Verona num estudo abordagem à violência e à sua directa influência no indivíduo.

saber mais

sombraluminosaa.jpg

Antevisão do dia 26 de Novembro

Com a chegada do terceiro dia do Caminhos do Cinema Português chegam também três dinâmicos blocos de cinema cujas obras apresentadas se interligam. No primeiro serão exibidos Sombra Luminosa, de Francisco Queimadela e Mariana Caló, Quantas Vezes tem Sonhado Comigo?, de Júlia Buísel e O Homem Pykante – Diálogos Kom Pimenta, de Edgar Pêra num registo que aproxima o homem e a sua obra ou, mais concretamente, do Centro Internacional das Artes José de Guimarães, os pensamentos e os espaços de Fernando Pessoa e finalmente a poesia de Alberto Pimenta.
Num segundo bloco, os Caminhos apresentam um conjunto de obras centradas em tempos idos – pela sua componente artística ou mesmo pela abordagem os tempos pré-25 de Abril com as obras Entre Sombras, de Alice Eça Guimarães e Mónica Santos, Nevoeiro, de Daniel Veloso e ainda A Casa, de Rui Simões.
Finalmente, no último bloco da competição oficial, exibido no Teatro Académico Gil Vicente, a temática das obras apresentadas prende-se com o indivíduo e a comunidade explorando momentos de um interior profundo através da animação, a perspectiva singular de alguém pertencente ao Bairro do Aleixo e, finalmente um membro de uma comunidade piscatóra e a sua próxima relação com o rio e com a terra nas obras Agouro, de Vasco Sá e David Doutel, Russa, de João Salaviza e Ricardo Alves Jr. e Terra Franca, de Leonor Teles.

saber mais

Carga-sara_sampaio_1.1.7.jpg

Antevisão do dia 25

Com o segundo dia do Caminhos do Cinema Português chegam as reflexões do cinema nacional sobre algumas problemáticas internacionais ou perspectivas internacionais que estão directamente relacionadas com a realidade portuguesa.

saber mais

46822476_197475144526605_6207687460369989632_n.jpg

Cerimónia de abertura dos 24 Caminhos: da comédia ao drama

Nesta primeira noite da 24ª Edição de “Caminhos do Cinema Português”, o ponto de encontro foi o Teatro Académico Gil Vicente (TAGV). Com as portas abertas ao público, não demorou muito até que a multidão começasse a convergir para o que seria o início de um belo serão. De estudantes a profissionais, dos mais curiosos aos mais experientes, o festival acolheu, de braços abertos, cinéfilos de todas as idades. Da mesma forma, a sétima arte viria, como se percebeu pelo ambiente vivido, a ser acarinhada por todos os seus amantes que por cá passaram. Acabada de chegar à cidade dos estudantes, sua velha conhecida de edições anteriores, a magia do cinema português voltou a fazer-se notar.

saber mais

CAMINHOS-MAGNETYKOS-still-1.jpg

Antevisão do dia 24

Começou a XXIVª edição do Caminhos do Cinema Português, o mais antigo festival de cinema do país dedicado, na sua matriz, à divulgação do cinema nacional e que terá mais uma vez lugar no TAGV – Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra e que irá durar até ao próximo dia 01 de Dezembro data na qual serão conhecidos todos os vencedores da edição.

saber mais

31103650301_4d607e4c59_o.jpg

Caminhos levam os Juniores a descobrir o cinema português

Os “Caminhos Juniores”, inseridos na 24ª edição do Festival Caminhos do Cinema Português, têm como principal objetivo aproximar o público infantil, do pré-escolar e do 1º ciclo (das escolas de Coimbra), à 7ª Arte, tendo uma intervenção cívica e humana. A atividade irá decorrer no Teatro Académico Gil Vicente, entre os dias 26 a 30 de novembro, às 10h00 e dia 1 de dezembro às 11h00.

saber mais

estudantes-uc.jpg

Parceria com os SASUC permite a estudantes bolseiros livre trânsito no Festival Caminhos

A 24ª edição do festival Caminhos do Cinema Português, que ocorre em Coimbra entre 23 de novembro e 1 de dezembro, vai contar com a parceria dos Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra (SASUC).

Uma das vantagens desta parceria irá afetar, positivamente, os estudantes bolseiros DGES/SASUC interessados no festival. Os SASUC irão facultar acesso gratuito a todas as seleções, para os estudantes bolseiros DGES/SASUC, mediante a apresentação de comprovativo. Para fazer o pedido de inscrição os estudantes devem deslocar-se ao secretariado do Festival na sala do CEC (Centro de Estudos Cinematográficos), no 1º piso da Associação Académica de Coimbra, com a presença do devido comprovativo, a partir de dia 19 de novembro.

saber mais

publicidade_alto_patrocinio_insta.png

Alto-Patrocínio da Sua Excelência o Presidente da República e de Sua Excelência o Presidente da Assembleia da República

O cinema desde a sua origem que se afirmou como uma actividade social e colectiva. As imagens em movimento são capazes de modelar indivíduos e sociedades, de perdurar hábitos e costumes, de fixar memórias, património, de materializar o imaterial. É uma matéria feita de sonho e do real. Pelo seu papel cultural, cabe ao Estado representar e apoiar esta actividade cultural que tanto tem contribuído para o desenvolvimento humano e o estreitar de laços culturais.

Destarte, é com enorme orgulho que os Caminhos podem contar, pela 18ª vez consecutiva, com o Alto-Patrocínio de Sua Excelência o  Presidente da República, Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa.

De igual forma, a Presidência da Assembleia da República tem concedido o seu Alto-Patrocínio desde 2011. Nesta 24.ª edição, o Dr. Eduardo Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da República, voltou a conferir-nos esta distinção.

saber mais