Tag seleção caminhos

Still-do-Filme-O-Fim-do-Mundo-de-Basil-da-Cunha.jpg

“O Fim do Mundo” e outros premiados pelo Festival Caminhos regressam ao grande ecrã

O Fim do Mundo”, do luso-suíço Basil da Cunha, sagrou-se o grande vencedor da XXVI Edição dos Caminhos do Cinema Português. O filme levou para casa o Grande Prémio do Festival – Turismo do Centro e mereceu o reconhecimento da Federação Internacional de Cineclubes que lhe atribuiu o Prémio D. Quijote. 

Pelas 20h30 desta terça-feira, dia 15 de dezembro, o Festival devolve por isso aos espectadores a oportunidade de (re)verem os 104 minutos que tamanhos elogios mereceram do painel de jurados.

saber mais

12_rapazote-1.png

Caminhos volta a exibir principais filmes vencedores da sua XXVI Edição (e não só!)

Os prémios da XXVI Edição dos Caminhos do Cinema Português podem até já ter sido entregues, mas tal não significa que as luzes dos projetores de cinema se tenham apagado. Para além das já anunciadas Mostras Paralelas “Filmes do Mundo” e “Intervenção!”, o Festival dinamiza, entre os dias 5 e 17 de dezembro, as habituais Reposições.

Nas palavras da direção do Caminhos, “estas sessões devolvem à tela do Estúdio 2 das Galerias Avenida alguns dos títulos mais marcantes das três secções competitivas”. Explicam ainda que as Reposições funcionam como um “reforçar do repto para que os públicos regressem às salas”.

saber mais

xa.jpg

“Elo”, de Alexandra Ramires: “Há um lado de beleza naquilo que é assustador”

Foi a partir do Porto que Alexandra Ramires, mais conhecida por Xá, falou da sua mais recente criação, a curta-metragem “Elo” (2020). Este filme de animação estreou em Coimbra no dia 20 de novembro e integra as Secções Competitivas – Seleção Caminhos. 

O trabalho mais recente de Alexandra Ramires conta já com o carimbo do 56.º Festival Internacional de Cinema de Chicago, tendo ganhado o prémio principal da competição (o Hugo de Ouro). “Uma bela paleta invertida de preto-e-branco atrai-nos imediatamente e uma grande quantidade de silêncio mantém-nos lá”. São estas as palavras do júri sobre a curta-metragem de animação “Elo”.

saber mais

Photo-6-nf13.jpg

Destaques de quinta-feira, dia 26 de novembro

Esta quinta-feira, dia 26 de novembro, sugerimos-lhe que se deixe apaixonar pelo “coro de afetos” de “Amor Fati” (Cláudia Varejão) e que acompanhe o Nuno de “Discos Perdidos“, um açoriano a viver em Lisboa, na sua busca pela coleção de vinis da adolescência. Em estreia nacional no Festival Caminhos do Cinema Português, a película de Tiago P. de Carvalho cruza os acordes dos The Pale Saints, Pixies e The Cure com o tradicional folclore da cultura açoriana. O realizador marcará, inclusive, presença na sessão das 15h.

Já ao final da tarde, a nossa proposta passa por uma outra estreia nacional: “Aos Nossos Filhos” (Maria de Medeiros) – uma narrativa no feminino que explora a relação entre mãe e filha.

saber mais

Photo-7-Submissao_still15-e1606216785921.jpg

Destaques de quarta-feira, dia 25 de novembro

Esta quarta-feira, dia 25 de novembro, sugerimos-lhe que fique a conhecer a protagonista de “28½” (Adriano Mendes) que, perto dos 30, procura trabalho numa Lisboa inundada de turistas. Propomos-lhe também uma viagem à terra mais a Norte de Portugal tendo o filme “Fojos” (Anabela Moreira e João Canijo) por guia.

Já ao final da tarde, a nossa sugestão passa pela estreia nacional de “Submissão” (Leonardo António), que retrata a luta de uma mulher violada no próprio casamento.

saber mais

Headshot-77fc012cc5-headshot.jpg

“Submissão”, de Leonardo António: “O maior desafio foi criar ambiguidade”

No ano de estreia da sua mais recente longa-metragem, o realizador português Leonardo António protagonizou uma conversa que percorreu por palavras o caminho que o levou até ao cinema. “Submissão” (2020) foi selecionado pelos Stony Brook Film Festival (Estados Unidos da América) e PÖFF | Tallinn Black Nights Film Festival (Estónia) e estreia no dia 25 deste mês em Coimbra.

saber mais

PATRICK_02.jpg

Destaques de terça-feira, dia 24 de novembro

Esta terça-feira, dia 24 de novembro, sugerimos-lhe que fique a conhecer “Listen” (Ana Rocha), o candidato português aos Óscares. Propomos-lhe ainda uma viagem ao coração rural de “Entre Leiras” (Cláudia Ribeiro), filme rodado entre o Douro e o Tâmega.

Já ao final da tarde e na companhia de vários cineastas portugueses, a nossa sugestão passa pela primeira longa-metragem de Gonçalo Waddington – “Patrick” – filme que é antecedido por três curtas: “Suspensão“, “Úrsula” e “Moço“.

saber mais

Photo-1-1796001_10201716590142602_30065545_o.jpg

Destaques de segunda-feira, dia 23 de novembro

Esta segunda-feira, dia 23 de novembro, propomos-lhe que fique a conhecer melhor o trabalho de Rodrigo Areias, cineasta que assina as duas películas (“Vencidos da Vida” e “Surdina“) que inauguram a tela do Teatro Académico de Gil Vicente, pelas 10h30.

Sugerimos-lhe ainda que se deixe comover pelas histórias de perda, morte e luto que “Desterro” (Maria Clara Escobar) leva até ao grande ecrã. E, por fim, que se deixe enternecer pela conexão inesperada que, em “Estrada para o Céu” (Pedro Vaz Simões), começa a nascer entre mãe e filho.

saber mais