Tag florbela

MG_0775-scaled.jpg

Crónica do Festival – Parte VIII

Vicente Alves do Ó é um cineasta com uma evolução muito peculiar, no sentido em que foi gradualmente criando e evoluindo um nome e respectiva marca de autor através dos trabalhos de bastidores. Através de guiões para telefilmes como “Monsanto” de Ruy Guerra ou “Facas e Anjos” de Eduardo Guedes, eventualmente inovou a sua lírica para o grande ecrã, onde assinou os argumentos para grandes sucessos de bilheteira como “Os Imortais” de António-Pedro Vasconcelos e “Kiss Me” António da Cunha Telles. Em 2005, dá o grande salto para a cadeira de realizador com a curta “Entre o Desejo e o Destino” e tal assento revela-se imediatamente confortável na sua faceta de esteticista narrativo. Isto porque apesar dos seus primórdios se situarem na escrita, Alves do Ó afirma-se acima de tudo como um autor com o visual em primeiro plano.

saber mais

13592656_810662049064364_6627825998162335534_n-e1469013583462.jpg

Castelo Sente Cinema | Faça parte deste filme!

O Festival Caminhos do Cinema Português alia-se ao Município de Montemor-o-Velho para mostrar que há muito tempo que sabemos que o que é nosso, que o que é nacional, é mesmo muito bom. Por isso, dia 23 de julho, às 22h, o Castelo de Montemor-o-Velho irá receber uma sessão de cinema ao livre em que serão exibidos “Florbela”, de Vicente Alves do Ó, e “Vicky & Sam”, de Nuno Rocha.
A entrada é gratuita e, para além do bom cinema feito por realizadores portugueses, a sala é única no país e oferece uma paisagem inesquecível.
Proporcionar uma experiência cultural fora do comum e acessível a todos são também alguns dos propósitos da ação “Castelo Sente” promovida pelo Município de Montemor-o-Velho.

saber mais