Tag Benedita Pereira

IMG_0100-scaled.jpg

Os Caminhos mostram Cinema ao Serviço da Comunidade

O Festival Caminhos do Cinema Português direciona-se a todos os públicos. Além das seleções competitivas, o evento apresenta sessões que prometem tanto formar novos públicos, pela componente pedagógica dos Juniores e Juvenis, como re-aproximar a população sénior do cinema nacional contemporâneo.  Sensibilizando milhares de crianças para o cinema português, os Caminhos ofereceram à comunidade do pré-escolar e 1.º ciclo aquela que, na maioria dos casos, foi a primeira sessão cinematográfica em sala. Além da componente lúdica, estas sensibilizaram este público para a cultura, realizando um enquadramento social e pedagógico das obras programadas. #Lingo, Mar-me-quer, ClimAgir, Arcade Boys, Balance, A Ilha dos Doces, Hornzz e The Kite confrontaram a audiência com questões como a educação ambiental, poluição dos oceanos e os “amigos” da internet.

saber mais

MG_0775-scaled.jpg

Crónica do Festival – Parte VIII

Vicente Alves do Ó é um cineasta com uma evolução muito peculiar, no sentido em que foi gradualmente criando e evoluindo um nome e respectiva marca de autor através dos trabalhos de bastidores. Através de guiões para telefilmes como “Monsanto” de Ruy Guerra ou “Facas e Anjos” de Eduardo Guedes, eventualmente inovou a sua lírica para o grande ecrã, onde assinou os argumentos para grandes sucessos de bilheteira como “Os Imortais” de António-Pedro Vasconcelos e “Kiss Me” António da Cunha Telles. Em 2005, dá o grande salto para a cadeira de realizador com a curta “Entre o Desejo e o Destino” e tal assento revela-se imediatamente confortável na sua faceta de esteticista narrativo. Isto porque apesar dos seus primórdios se situarem na escrita, Alves do Ó afirma-se acima de tudo como um autor com o visual em primeiro plano.

saber mais

Golpe-de-Sol-Img-PST-2.jpg

Destaques de 29 de Novembro

Neste que é o penúltimo dia de festival, a Seleção Caminhos apresenta, pelas 21:45 no TAGV, a animação de Alexandre Siqueira, “Purple Boy”. O filme conta a história da busca pela paz interior num confronto de género contra identidade. O realizador estará presente para partilhar o seu processo criativo com o público. Na mesma sessão é exibido “Golpe de Sol”, de Vicente Alves do Ó, o retrato de um (re)encontro de quatro amigos ao longo de um fim de semana em que as memórias e as feridas de outros tempos se avivam. 

saber mais