IMG_0100-scaled.jpg

Os Caminhos mostram Cinema ao Serviço da Comunidade

O Festival Caminhos do Cinema Português direciona-se a todos os públicos. Além das seleções competitivas, o evento apresenta sessões que prometem tanto formar novos públicos, pela componente pedagógica dos Juniores e Juvenis, como re-aproximar a população sénior do cinema nacional contemporâneo.  Sensibilizando milhares de crianças para o cinema português, os Caminhos ofereceram à comunidade do pré-escolar e 1.º ciclo aquela que, na maioria dos casos, foi a primeira sessão cinematográfica em sala. Além da componente lúdica, estas sensibilizaram este público para a cultura, realizando um enquadramento social e pedagógico das obras programadas. #Lingo, Mar-me-quer, ClimAgir, Arcade Boys, Balance, A Ilha dos Doces, Hornzz e The Kite confrontaram a audiência com questões como a educação ambiental, poluição dos oceanos e os “amigos” da internet.

Uma das professoras presentes, Isabel Rodrigues, reforçou a ideia de incentivar os mais pequenos a vir ao cinema, incutindo desde cedo o gosto pela cultura. Para além disso, sublinha a importância da socialização e oportunidade que esta atividade oferece. Recorda também uma edição do festival em que os alunos associaram um livro que já tinham lido anteriormente ao filme que tinham ido assistir. “Eles mostram-se sempre muito recetivos a este tipo de atividades, é uma boa forma de os ligar à cultura”, afirma a mesma.

A população juvenil teve direito a uma vasta programação ao longo das sessões das 15h, com obras relevantes para os programas lectivos do 3.º Ciclo e Ensino Secundário. Estas sessões foram programadas com o intuito de promover a literacia fílmica e o cinema como ferramenta de  reflexão e construção do espírito crítico sobre o cinema nacional com foco na literatura, na sociologia e na antropologia. 

Os Caminhos fazem-se também de encontros. Juvenis e Séniores encontram-se hoje, dia 29 às 15:00 no TAGV, com a sessão de “Quero-te Tanto”, longa-metragem de Vicente Alves do Ó. Um filme, sobre os disparates que se fazem por amor, que terá direito a perguntas e respostas no final com a actriz Benedita Pereira. O festival propõe desta forma oferecer uma seleção que tenha um papel a nível de cariz social e integração na sociedade, combatendo assim a exclusão constante que esta faixa etária é alvo. 

Com isto, o Festival Caminhos do Cinema Português oferece  a parte formativa e educacional direcionada a um público mais novo, proporcionando a literacia cinematográfica a esta faixa etária. Deste modo, o evento mostra-se inclusivo a  toda comunidade da cidade, promovendo o seu crescimento como espectadores e leitores críticos do Cinema Português.

Jéssica Gonçalves