Tag Filipe Abranches

Campo-Img-PST-2.jpg

Destaques 27 de Novembro

A 27 de Novembro recebemos, na sessão das 21h45 da Selecção Caminhos as presenças de Tiago Hespanha, realizador de “Campo”, e João Manso, realizador de “História Secreta da Aviação”, ambos produções da Terratreme. 

À tarde, na sessão das 15h00, “18” terá o seu realizador Rui Esperança presente, bem como “Gabriel” será representado pelo seu realizador “Nuno Bernardo”, pelo Director de Fotografia, Pedro Negrão e pela actriz Ana Marta Ferreira. A actriz Soraia Chaves representa a curta-metragem Moscatro. Esta sessão é reposta às 22h00 nos Cinemas do Alma Shopping. 

Às 17h30 os Caminhos exibem a última animação de Regina Pessoa, “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias”, “Lá Fora as Laranjas Estão a Nascer” de Nevena Desivojević e “Alva”, do realizador Ico Costa.

saber mais

olhares_preto-01-1.png

Selecção Outros Olhares (2019)

“A única coisa verdadeira é a memória. A memória é uma invenção, no cinema a câmara pode fixar um momento, mas esse momento já passou, no fundo o que ele traça é um fantasma desse momento e já não temos a certeza se esse momento existiu fora da película. Ou a película é uma garantia da existência desse momento?”
É com estas palavras que o decano dos realizadores portugueses de então, Manoel de Oliveira irrompe no filme de 1994 Lisbon Story de Wim Wenders. A questão da memória e a sua relação com o cinema é uma questão essencial para compreender as bases onde o cinema documental acenta. Quando Niépce captou a que hoje consideramos a primeira fotografia da história por volta de 1826 e mais tarde os irmãos Lumière em 1895 ao produzirem pela primeira vez a imagem em movimento teriam eles noção do impacto em que teriam para a humanidade e para a noção desta de memória?

saber mais

sel-caminosArtboard-1.jpg

Apresentação da Seleção Caminhos

Todos os anos nos são apresentados novos tipos de desafios aquando da selecção e programação do cinema criado no nosso país. Mesmo recebendo apenas aquelas obras que foram produzidas depois da nossa última edição, vemos que anualmente o fluxo de inscrições tem sido constante e muito diverso.

Apesar de acreditarmos que nem tudo o que se mexe em ecrã deva ser considerado cinema, todas as inscrições são colocadas ao mesmo nível de análise, desprendendo-nos de critérios formais (como o autor ou a produtora) e ansiando pela criação de momentos cinematográficos em sala. Esses momentos vêm de fora para dentro, pois tudo dentro de nós é movimento que – devidamente inspirado – nos leva a escapar os limites físicos desta realidade, criando o filme uma nova foprma de existir que, como é interior, é só nossa.

saber mais

Cinema-ANimação-Polo-banner.jpg

Cinema de Animação no Pólo 2

Na recta final de preparação para a edição XXI do Caminhos Film Festival anunciamos uma nova oportunidade para o público de Coimbra ver o que de melhor foi exibido nas ultimas edições do festival na categoria de animação. Em colaboração com a Associação Olho de Vidro serão sete as curtas exibidas na próxima quinta-feira às 21horas no Centro Cultural Casa da Pedra, junto ao Pólo II.

saber mais