Programação Saiba tudo sobre a Programação dos Caminhos

  • PROGRAMA_ACAO_BANNER_FB12.jpg

    Programa!ação 2 – Rever o Passado, Hoje

    Numa época que o cinema parece, progressivamente, passar do grande para os pequenos ecrãs, o Festival Caminhos do Cinema Português continua a remar contra a maré digital, acreditando que o cinema deve ser visto e vivido em sala. O ciclo “Programa!Ação”, que serve de antecâmara ao próprio Festival, é mais um passo neste sentido.

    O ciclo “Programa!Ação” faz-nos recuar até ao início de carreira de reputados cineastas nacionais, revisitando as suas primeiras produções. Uma viagem que, no fundo, representa o aceder à mente de jovens realizadores e o reconhecer da semente que germina e das suas novas formas de olhar o cinema e o mundo.

    saber mais

  • Call-for-movies-26-v2-01.png

    Inscrições abertas ⭐︎ 26.ª edição

    Encontram-se abertas as inscrições para a 26.ª Edição do Festival Caminhos do Cinema Português. Entre os dias 1 de Janeiro e 31 de Julho poderão ser submetidas via FilmFreeway as obras para a Selecção Caminhos, Selecção Ensaios e Outros Olhares. Até 31 de Maio todas as inscrições de filmes nacionais serão gratuitas.

    Na sua 26.ª edição há uma aposta do festival em reconhecer a importância do cinema de animação como um traço importante da qualidade da cinematografia nacional. Essa aposta é projectada pela introdução do Prémio Melhor Ensaio de Animação. Confira todos os detalhes no regulamento do festival.

    saber mais

  • MG_9620-scaled.jpg

    Premiados XXV Edição

    No dia 30 de Novembro entregaram-se os prémios da XXV edição dos Caminhos do Cinema Português. A cerimónia começou às 21h45 no Teatro Académico de Gil Vicente contando com o acompanhamento musical da Big Band Rags, da Tuna Académica de Coimbra. 

    saber mais

  • EA521369-7531-40BA-8E0A-E60C95289DF3.jpeg

    Mutant Blast

    Na sessão das 21H45 do Festival Caminhos do Cinema Português, no TAGV, será exibido o filme Mutant Blast, uma comédia de terror de Fernando Alle. Depois de milhares de experiências científicas, que não correm como esperado, o mundo depara-se com o apocalipse. Milhões de zombies percorrem as ruas em busca de pessoas para se alimentarem. A sua sobrevivência está nas mãos de três heróis: Maria, ex-militar; TS-347, um homem com força sobre-humana e Pedro, que, além dos problemas comuns, se debate com uma ressaca descomunal, resultado de uma noite para esquecer. 

    saber mais

  • 15227784273_0711d1379d_k.jpg

    Crescer com Cinema Português

    Os “Caminhos Juniores”, inseridos na 25ª edição do Festival Caminhos do Cinema Português, têm como principal objetivo aproximar o público infantil, do pré-escolar e do 1º ciclo (das escolas de Coimbra), à 7ª Arte, tendo uma intervenção cívica e humana. A atividade irá decorrer no Teatro Académico Gil Vicente, entre os dias 25 a 29 de novembro.

    Aqui, milhares de crianças tem a oportunidade de contactar, alguns pela primeira vez, com o cinema, numa sala própria, com uma tela gigante e som que percorre todo o ambiente. Toda a programação tem o intuito de transmitir a este público uma mensagem e uma aprendizagem feita de forma diferente.

    saber mais

  • mundiais_preto-1.png

    Caminhos Mundiais (2019)

    O cinema começa por documentar acontecimentos comuns, a simples chegada de um comboio deslumbrava e assustava toda a plateia, sendo o encantamento por esta nova tecnologia suficiente para atrair multidões. Naturalmente, com o decorrer do tempo começam a ser criadas narrativas, que se vão tornando cada vez mais elaboradas, com personagens que assentam maioritariamente numa moralidade que defende a ordem e a homogeneização social. Atualmente o cinema incorpora uma análise mais complexa, contraditória e aberta, da condição humana.

    saber mais

  • olhares_preto-01-1.png

    Selecção Outros Olhares (2019)

    “A única coisa verdadeira é a memória. A memória é uma invenção, no cinema a câmara pode fixar um momento, mas esse momento já passou, no fundo o que ele traça é um fantasma desse momento e já não temos a certeza se esse momento existiu fora da película. Ou a película é uma garantia da existência desse momento?”
    É com estas palavras que o decano dos realizadores portugueses de então, Manoel de Oliveira irrompe no filme de 1994 Lisbon Story de Wim Wenders. A questão da memória e a sua relação com o cinema é uma questão essencial para compreender as bases onde o cinema documental acenta. Quando Niépce captou a que hoje consideramos a primeira fotografia da história por volta de 1826 e mais tarde os irmãos Lumière em 1895 ao produzirem pela primeira vez a imagem em movimento teriam eles noção do impacto em que teriam para a humanidade e para a noção desta de memória?

    saber mais

  • ensaios-preto.jpg

    Selecção Ensaios (2019)

    Iniciada em 2006, a Seleção Ensaios, dedica-se ao cinema de escola, trazendo aos Caminhos do Cinema Português a a pujança dos novos autores, revelando nomes hoje reconhecidos e estabelecidos. Com a competição nacional, corresponde-se ao mote de revelar todo o cinema português, com filmes de mais de uma dezena de escolas portuguesas e com a competição internacional desvenda-se o que é feito em escolas de cinema de todo o mundo.

    saber mais

  • palmas-emblemas_caminhos-01.png

    Selecção Caminhos (2019)

    A produção nacional parece responder a um género de chamado conceptual, apresentando anualmente temáticas que se cruzam, independentemente da distância, quanto à sua forma e resultado. Nesta XXV Edição do festival Caminhos, a questão memória foi evocada constantemente, despoletada pela organização do nosso acervo aquando da idealização do conceito desta presente edição e celebração.

    saber mais

  • 25182479_1803677459656878_6597570459547320949_o.jpg

    Inscrições abertas para os Caminhos Juniores

    Conquistar a sensibilidade das camadas jovens para o cinema, cada vez mais cedo, é fundamental para promover a cultura e a literacia fílmica. Esse é um dos objectivos basilares dos Caminhos. Os Juniores são um serviço educativo, tendo por base que apenas a experimentação in loco de muitos minutos de pura magia para as crianças. A experiência da Sala Escura tornará possível a criação de hábitos de consumo desde a infância no que diz respeito ao cinema português.

    saber mais

  • 53201085_2059369920828023_4295827839942393856_n.jpg

    Caminhos da Cinemalogia

    O Curso de Cinema, criado em 2011, constituiu-se como um evento de referência na formação de públicos na área cinematográfica tanto numa abordagem teórica como prática. Volvidos sete anos desde a primeira edição propomos a revisitação das várias metragens realizadas em cada edição deste Curso de Cinema possibilitando uma leitura transversal dos métodos de ensino e produção empregues em cada edição, mas também um olhar atento sobre os vários espaços da cidade em que estas decorreram. Esta exibição conjunta é também uma oportunidade para a organização realizar um processo de auto-avaliação destes sete anos de trabalho em prol da formação e crítica cinematográfica. A exibição decorre no dia 6 de Março, às 18h00, no Mini-Auditório Salgado Zenha.  Entrada Livre.

    saber mais

  • DSC_0515-scaled.jpg

    Entre a paixão e a cooperação cria-se o cinema Português

    Na voz de quatro convidados debateu-se a importância de ir além da narrativa cinematográfica. O modo como os Conimbricenses vivem a oferta cultural da cidade deu o rumo final à conversa.

    Discutir as mudanças na produção de cinema em Portugal foi a proposta apresentada por Sérgio Dias Branco, moderador da última MasterSession da XXIV edição dos Caminhos do Cinema Português com o tema “O valor de uma marca do/no Cinema Português” . O financiamento, o marketing e a cultura foram as temáticas abordadas ao longo da sessão do dia 30 de novembro.

    saber mais

  • palmas-emblemas_caminhos-01.png

    Seleção Caminhos (2018)

    Programar é um dos passos finais desta “mise-en-scène”, onde se vê tudo e se mostra parte de acordo com quem vai ver. Nesta XXIV Edição do festival Caminhos do Cinema Português, continuamos a acreditar que os criadores cinematográficos devem ser sempre equiparados aos autores de todas as outras artes já historicamente estabelecidas e por isso tratados com o mesmo cuidado e consideração. Seja qual for o seu formato, género, localidade ou até suporte financeiro, seremos sempre um catálogo vivo das principais manifestações audiovisuais que marcaram o ano desde a nossa última edição.

    saber mais

  • ensaios-preto.jpg

    Seleção Ensaios

    O nosso Festival segue o mote de ser uma montra de todo o cinema português, não podendo ser ignoradas as obras produzidas no seio das academias e escolas. Existe uma torrente anual constante de estudantes com vontade de criar ou, muitas das vezes, realizadores que voltam ao mundo académico para adquirir ou renovar novas competências no domínio da linguagem cinematográfica. Começa a ser muito ténue a linha que desarticula aquilo que consideramos cinema produzido em contexto profissional do que é produzido em contexto académico, mas sabemos que aquilo que os une é, sem dúvida, uma qualidade e originalidade surpreendentes.

    saber mais