P1100112-scaled.jpg

Diversidade marca o segundo dia de Festival

“Tristeza e alegria na vida das girafas”, longa ficção de Tiago Guedes, foi a aposta do Festival Caminhos do Cinema Português para a sessão das 21h45 do dia 23 de novembro, no TAGV. O filme integra a secção competitiva Caminhos.

As gargalhadas que compuseram a sessão das 21:45 refletiram o espírito do filme: a aventura de uma jovem e do seu urso de peluche suicida, Judy Garland, em busca do perdido Discovery Channel. O filme centra-se na capital, um lugar único e mágico, contudo tem-se presente a crise.

O fim da sessão terminou num grande aplauso por parte público, que se demonstrou recetivo ao longo do filme.  “O tratamento lúcido que foi dado à personagem, que vivencia várias emoções na vida, é algo fantástico. A imaginação, os questionamentos e, ao mesmo tempo, a confiança que se estabelece com o mundo e com as pessoas…” afirma uma das espetadoras.

Apesar de o festival ser o único, a nível nacional, a investir no cinema português é de opinião geral que o cinema nacional deve estender-se a outras regiões portuguesas, invés de ficar pelas grandes cidades. Alguns dos espetadores reforçam ainda que as pessoas devem estar mais recetivas a outros géneros cinematográficos e não só pelas grandes produções.

Ao longo deste dia, o Festival Caminhos apresentou várias sessões de curtas e longas metragens nas Seleções Caminhos e Ensaios, Outros Olhares, Caminhos Mundiais e Turno da Noite. O encerrar a noite deu-se com um After Party no Aqui Base Tango/ ODD.

Catarina Félix e Luís Amaral