4536.jpg

Gravar, Filmar, Fotografar, Registar!

Chegou a etapa decisiva da oitava edição do Cinemalogia – Curso de Cinema Documental. Durante as primeiras 40 horas deste curso os formandos foram introduzidos às metodologias de investigação e planeamento de uma produção de documentário. As casas, “oh as casas”, são o mote central desta produção e da 20.ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra, e foi com António Morais e agora com David Badalo e Pedro Magano que os formandos vão dominar as técnicas de produção de imagem e som atendendo à formulação da casa como um dispositivo transitório produtor de memórias e modelador de pessoas. Acha que pode contribuir para esta investigação? Escreva-nos para [email protected]

De 24 a 28 de Março o curso cinemalogia irá abordar a última etapa preparatória para a produção, com o módulo de Direcção de Som, e entrar na rodagem de um documentário, no módulo de Realização, sob a batuta de David Badalo e Pedro Magano.

  

No módulo de Direcção de Som  para Documentário, ao longo de oito horas, os formandos irão aprender ascaracterísticas do som diegético e não diegético, técnicas de captação de som e os equipamentos e equipa envolvidos nesta etapa de produção. David Badalo é o formador para este módulo. Diretor de Som com experiência em ficção e documentário, colabora regularmente com André Badalo e com a Original Features. É bacharel (BASc) em Produção de Som no Instituto SAE de Madrid. Frequentemente, leciona na ETIC – Escola de Tecnologias Inovação e Criação.

É no módulo de Realização Documental que os formandos terão a oportunidade de se colocar à prova  e mostrar o valor da sua investigação e argumento entretanto desenvolvidas e procurar materializar fílmicamente todo o trabalho de conjunto em torno do conceito d’as casas e de quem n’elas habita/ou. O realizador e diretor de fotografia Pedro Magano é o formador do módulo de realização. Estudou Tecnologias da Comunicação Audiovisual no Porto, na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo. Reconhecido por filmes como “O Vício da Liberdade” (2011), “Manuel António Pina – Um sítio onde pousar a cabeça” (2012), “Irmãos” (2015) ou “A um mar de distância” (2016), filmes esses que passaram pela competição dos Caminhos do Cinema Português ganhando vários prémios, especialmente em 2015.

O Departamento de Engenharia Informática da FCTUC receberá o módulo de Direcção de Som para Documentário no dia 24 de março, das 10 às 19 horas, sendo que o módulo de Realização Documental, pela sua componente essencialmente prática se realizará na sede do festival e em vários locais da cidade de Coimbra entre os dias 25 e 28 de março. As inscrições continuam abertas nesta página.

Mais informações estão disponíveis em www.caminhos.info/cinemalogia.