Tag produção

voluntariado_insta.jpg

Voluntariado

Os Caminhos do Cinema Português são um conjunto de atividades que culminam na forma do único festival generalista dedicado à filmografia nacional. É igualmente o maior festival realizado em contexto universitário. Iniciaram-se estes caminhos em 1988 na forma de mostra, realizando-se as três primeiras edições até 1990, sendo retomados sob a forma de festival em 1997. Desde então têm promovido a cinematografia nacional acompanhando o seu crescimento. Apresenta-se com duas secções competitivas onde atribui 26 prémios e várias secções paralelas. Presentemente o festival é o único evento que coloca em competição não só a filmografia profissional e académica, mas também todos os contributos técnicos que permitem a materialização do cinema contemporâneo português. Para além da exibição os Caminhos promovem um conjunto de atividades de formação e investigação prática e teórica sobre a sétima arte. Estão abertas as inscrições para voluntariado no festival até 1 de Novembro.

saber mais

4536.jpg

Gravar, Filmar, Fotografar, Registar!

Chegou a etapa decisiva da oitava edição do Cinemalogia – Curso de Cinema Documental. Durante as primeiras 40 horas deste curso os formandos foram introduzidos às metodologias de investigação e planeamento de uma produção de documentário. As casas, “oh as casas”, são o mote central desta produção e da 20.ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra, e foi com António Morais e agora com David Badalo e Pedro Magano que os formandos vão dominar as técnicas de produção de imagem e som atendendo à formulação da casa como um dispositivo transitório produtor de memórias e modelador de pessoas. Acha que pode contribuir para esta investigação? Escreva-nos para [email protected]

saber mais

11018727_979650972059535_2174168970194420128_n.jpg

Cinemalogia em Pós-Produção

O Curso de Cinema – Cinemalogia – concluiu a sempre atribulada etapa de produção da curta-metragem que foi proposta pelos seus formandos.

De 8 a 11 de abril, os formandos tiveram a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos adquiridos nos módulos anteriores. Apresenta-se-lhes agora uma das etapas terminais do percurso de manufactura de um flme: a pós-produção. Logo após a rodagem da curta-metragem, intitulada “A Costureirinha”, chega agora a difícil missão de reunir todos os materiais produzidos durante as filmagens.

A produção de uma obra cinematográfica não é possível sem parcerias, pelo que vimos deste meio agradecer todo o apoio demonstrado pela nossa cidade de Coimbra, formandos, formadores e às nossas atrizes, que possibilitaram mais uma produção cinematográfica na Lusa Atenas.

saber mais

Poster-Foto-Promo-banner-v3.jpg

Como acontece a rodagem de uma curta?

Chegados a Março, os formandos do curso de cinema “cinemalogia” vêem chegar a hora da verdade e têm de colocar em prática os seus conhecimentos. É a etapa fulcral onde a pré-produção se encontra com a produção efectiva da obra fílmica, sendo necessário responder a todas as necessidades estéticas e artísticas, sem menosprezar as condições técnicas e logísticas, possíveis de atingir num de âmbito formativo, atendendo à especificidade do guião desenvolvido pelos alunos.

saber mais

17031710761_112a0fae6a_b.jpg

(Per)Curso ‘da Ideia ao Filme’

O desejo de criar deve estar sempre associado a uma estrutura de conhecimentos basilares, essenciais para a edificação de qualquer obra cinematográfica. A falta de referentes, a falta da história que se quer marcar, leva a problemas de índole artística com destaque para a originalidade. Ser original na área do cinema é querer pautar a história da arte com a novidade (e não apenas a continuidade) e para isso torna-se essencial uma concepção geral daquilo que já foi feito, das regras criadas comumente pelos outros para que hoje as possamos quebrar se assim o desejarmos.

saber mais

vlcsnap-00001.png

SOBRE OLIVEIRA & BOTELHO

Manoel de Oliveira tem sido considerado pelos seus pares como um dos grandes Mestres do cinema. Aos seus 73, como jeito de registo cinematográfico da dor, memoriza a sua casa, o abandono do material e a perda da estabilidade para um novo ponto de partida existencial. Apesar de parecer algo totalmente nefasto se olhado superficialmente, representou um marco na sua carreira, a influência da busca pelo real que pode ser ficcionado, a referência e amor pela arte de forma transversal (não são raras as referências a Agustina, por exemplo) expressa pela película.

saber mais