48415141_731617473879794_1720910695911915520_n.jpg

Rami Al Rabih e Emmanuel Levy presentes na Seleção Ensaios

No dia 30 de novembro, o público pôde contar com mais uma Seleção Ensaios no cinema NOS, no Alma Shopping. O público ficou surpreendido e com desejo de mais minutos em cada curta-metragem. Estiveram em exibição diversas curtas metragens, como “Satán” de Carlos Tapia, “The Dance of Amal” de Rami Al Rabih, “No Sleeping” de Emmanuel Levy e “In Between Spaces” de Don Senoc.  Para além destes filmes estrangeiros, que vão desde as Filipinas à Polónia, foram também exibidos filmes de realizadores portugueses como “The Way of the Shaman Drum” de João Meirinhos e “Primeira Noite” de André Rodrigues.

Rami Al Rabih, realizador da curta-metragem “The Dance of Amal”, esteve presente na exibição. O filme é de pouca duração e apenas mostra uma cena, uma bailarina e uma audiência pequena, o que leva Rami a afirmar “penso que 7 minutos é o suficiente para contar a história, não queria que se tornasse um videoclipe, por isso tentei trabalhar com a música, a história e os planos para que a história acabasse por ser contada através da imagem”.

Uma bailarina de dança do ventre pretende contar a sua história através da dança à comunidade ocidental ao seu redor e transmitir a sua dor. O realizador declara que, atualmente, este tipo de dança está ligado à sensualidade, o que acaba “por se tornar numa tradição perdida”, sendo, portanto, o seu objetivo retomar o prestígio desta arte.

No Sleeping” é um filme realizado por Emmanuel Levy, polaco e criado por uma ama portuguesa, que apresenta ao público a realidade dos sem-abrigo numa noite de inverno no seu país. O realizador do documentário, durante 3 meses apanhou os night buses (“autocarros da noite”) para estudar todo o cenário envolvente, desde o interior do autocarro até ao facto de vários sem-abrigo se protegerem do frio andando neles, sem pagar. Toda esta curta-metragem foi gravada apenas numa noite. Levy diz “que foi uma sorte” ter estado presente naquele momento e tê-lo conseguido filmar, pelo facto de ser um momento real, que faz com que o público se sinta mais próximo da situação.

A tarde acabou com a exibição de “In Between Places”, um filme de Don Senoc, um dos mais longos da sessão. Conta uma história sobre família, amor e dificuldades financeiras. O filme capta a atenção do público – um espetador afirma até que “faz as emoções vir ao de cima”. Consegue transmitir as emoções corretas ao público durante todo o seu enredo, com os planos bem realizados e boas personagens, que são importantes para perceber o amor entre irmãos e a história em si.

Andreia Nogueira