Tag aac

Ecra-Convento-Finalfinal-scaled-e1603931555475.jpg

Contingência e Produção

Um festival de Cinema opera na dupla condição de satisfazer a exigência dos espectadores e proporcionar janelas de exibição competitivas e dignificantes à filmografia seleccionada. Não podemos apresentar outros caminhos para a próxima edição do festival que não promovam o contacto estreito, mas seguro, do público com os criadores, nem tão pouco critérios de admissão que não compreendam as novas dinâmicas de distribuição do cinema e audiovisual. A pandemia veio impor as potencialidades digitais sob os nossos hábitos sociais, remediando-os, sem contudo conseguir substituir a aura das experiências in loco. 

saber mais

olhares_preto-01-1.png

Selecção Outros Olhares (2019)

“A única coisa verdadeira é a memória. A memória é uma invenção, no cinema a câmara pode fixar um momento, mas esse momento já passou, no fundo o que ele traça é um fantasma desse momento e já não temos a certeza se esse momento existiu fora da película. Ou a película é uma garantia da existência desse momento?”
É com estas palavras que o decano dos realizadores portugueses de então, Manoel de Oliveira irrompe no filme de 1994 Lisbon Story de Wim Wenders. A questão da memória e a sua relação com o cinema é uma questão essencial para compreender as bases onde o cinema documental acenta. Quando Niépce captou a que hoje consideramos a primeira fotografia da história por volta de 1826 e mais tarde os irmãos Lumière em 1895 ao produzirem pela primeira vez a imagem em movimento teriam eles noção do impacto em que teriam para a humanidade e para a noção desta de memória?

saber mais

10648965386_1cc6f70b9b_o.jpg

Cinema português para todos! 

Existe uma torrente anual constante de estudantes com vontade de criar ou, muitas das vezes, realizadores que voltam ao mundo académico para adquirir ou renovar novas competências no domínio da linguagem cinematográfica.

Começa a ser muito ténue a linha que desarticula aquilo que consideramos cinema produzido em contexto profissional do que é produzido em contexto académico, mas sabemos que aquilo que os une é, sem dúvida, uma qualidade e originalidade surpreendentes. Propomos um conjunto de dez sessões de cinema com filmografia nacional académica premiada em vários festivais de cinema, possibilitando o confronto do espectador com técnicas e diálogos heterogéneos, ideias vanguardistas e inclusivamente conhecer novos intérpretes com performances inesperadas e por isso marcantes.

saber mais

46819118_2267587113265908_6710586903340515328_o.jpg

Nos Caminhos há Cinema Português para Todos

A XXV edição do festival realiza-se entre os dias 22 a 30 de novembro. Até 22 de Novembro, oferecemos metade do bilhete da viagem pelos Caminhos do Cinema Português. Esta campanha, com 50% de desconto sob o preço do bilhete, tem efeito sobre os Bilhetes Gerais (30€), Pack 10 Sessões e os Bilhetes Pontuais, sendo cumulativa sobre os descontos disponíveis para  associados, estudantes, sócios do gerador e portadores do cartão do Jornal Público, bem como Professores e funcionários da Universidade de Coimbra. 

saber mais

cropped-25188853_1803684876322803_2077739687862859591_o-e1567380397973-1.jpg

Voluntariado – Os Caminhos precisam de Ti!

Anualmente realiza-se em Coimbra, o único festival de cinema cujo principal foco de interesse é a arte cinematográfica nacional. A sua primeira edição foi em 1988 e no próximo mês de Novembro realizar-se-á a sua 25.ª edição.

O festival Caminhos do Cinema Português é organizado por uma equipa integralmente voluntária e co-promovido pelo Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra e pela Associação de Artes Cinematográficas de Coimbra. 

Ao participar na realização deste evento terás a oportunidade de conhecer “na primeira pessoa” os principais intervenientes do Cinema Português desde realizadores, produtores, actores ou profissionais de áreas técnicas com a cinematografia, som ou direção de arte. Inscreve-te aqui.

saber mais

cropped-44389327140_7b8de346db_o.jpg

Até 31 de Julho reduzimos 50% no valor da inscrição.

Os Caminhos do Cinema Português têm ao longo dos últimos anos aprenderam e transformaram-se ao longo de um íntimo diálogo com a massa crítica resultante da produção nacional, da promoção do ensino e da investigação cinematográfica e dos diálogos interculturais e inter-artes que daí resultam. A passos largos são construídos os Caminhos naquela que será a sua 25.ª edição, a realizar-se de 22 a 30 de novembro.

Até 31 de julho aberta a convocatória de filmes nacionais (Competições; Selecção Caminhos, Ensaios e Outros Olhares, Secções Paralelas; Juniores, Séniores) e internacionais (Competição Seleção Ensaios e Secção Paralela Caminhos Mundiais), podendo a inscrição ser realizada na plataforma http://filmfreeway.com/caminhos

saber mais

palmas-emblemas_caminhos-01.png

Seleção Caminhos (2018)

Programar é um dos passos finais desta “mise-en-scène”, onde se vê tudo e se mostra parte de acordo com quem vai ver. Nesta XXIV Edição do festival Caminhos do Cinema Português, continuamos a acreditar que os criadores cinematográficos devem ser sempre equiparados aos autores de todas as outras artes já historicamente estabelecidas e por isso tratados com o mesmo cuidado e consideração. Seja qual for o seu formato, género, localidade ou até suporte financeiro, seremos sempre um catálogo vivo das principais manifestações audiovisuais que marcaram o ano desde a nossa última edição.

saber mais

mundiais_preto-1.png

Caminhos Mundiais

Na 24.ª edição do Caminhos do Cinema Português, a programação da secção Caminhos Mundiais pretende apresentar aos espetadores, por meio de filmes vindos dos vários continentes, a ideia de um mundo bastante crítico acerca de si próprio e cada vez mais aberto à diversidade, com personagens em constante processo de autodescoberta. 

saber mais