Warning: Trying to access array offset on false in /home/caminhos/public_html/wp-content/themes/swatch/inc/options/shortcodes/shortcodes.php on line 447

Comissão de Honra

A Comissão de Honra da 26.ª edição do festival é constituída por individualidades de vários quadrantes da sociedade, que têm por incumbência o desenvolvimento da Sociedade Portuguesa, do meio Cultural e Cinematográfico, da Academia e Cidade de Coimbra.

  • Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Multimédia

    Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e MultimédiaDr. Nuno Artur Silva

    Coimbra é o destino para onde todos os filmes, realizadores, produtores, atores, técnicos, críticos, académicos e estudantes de cinema português convergem anualmente em novembro, contribuindo para um importante marco na descentralização do cinema e da cultura portuguesa. O Festival Caminhos do Cinema Português abole as fronteiras entre o cinema e os seus públicos, respeitando a importância da sala de cinema, onde serão exibidos todos os filmes em competição, mas permitindo, neste ano excecional, que o cinema vá também de encontro aos públicos escolares e seniores em salas de cinema improvisadas. É a experiência do visionamento em comunidade, por um lado, e a possibilidade de discussão e partilha de experiências sobre os filmes, por outro, que o torna num acontecimento tão importante para públicos tão diversos.

  • Diretora Regional de Cultura do Centro

    Diretora Regional de Cultura do CentroDoutora Suzana Menezes

    ...

  • Magnífico Reitor da Universidade de Coimbra

    Magnífico Reitor da Universidade de CoimbraProf. Doutor Amílcar Falcão

    Num ano profundamente atípico, é reconfortante constatar o cuidado com que a XXVI edição do Festival Caminhos do Cinema Português está a ser organizada, mantendo a qualidade que norteia a sua seleção filmográfica, mas mostrando igualmente uma grande capacidade para se adaptar a circunstâncias exigentes. Na qualidade de Reitor da UC, gostaria de sublinhar o notável serviço que o Festival assim presta, de novo, a produtores, criadores e espetadores.

  • Vice-Reitor para a Cultura e Ciência Aberta da Universidade de Coimbra

    Vice-Reitor para a Cultura e Ciência Aberta da Universidade de CoimbraProf. Doutor Delfim Leão

    O Festival Caminhos do Cinema Português tem mostrado, ao longo da sua existência, um assinalável talento para responder aos desafios que cada contexto convoca. Para a XXVI edição, soube encontrar um equilíbrio sensato e seguro entre o recurso às potencialidades digitais e a manutenção da fruição insuperável do espetáculo ‘in loco’.

  • Vereadora da Cultura e Turismo

    Vereadora da Cultura e TurismoDoutora Carina Gomes

    O festival Caminhos do Cinema Português é um evento cinematográfico de carácter anual que fomenta a difusão e o conhecimento do cinema português pelo grande público e favorece a reunião dos profissionais de cinema. Tendo Coimbra como epicentro de encontros, diálogos e comemorações, o festival chega em 2020 à sua XXVI edição, num ano cheio de desafios para o setor. A Câmara Municipal de Coimbra felicita e apoia esta realização, que promove e valoriza o cinema português, enriquecendo a cultura através da sétima arte.

  • Presidente do Conselho Directivo do Instituto do Cinema e Audiovisual – I.P.

    Presidente do Conselho Directivo do Instituto do Cinema e Audiovisual – I.P.Dr. Luís Chaby Vaz

    Os festivais de cinema são, por vocação, um espaço de celebração da sétima arte, onde apreciadores e profissionais do sector se reúnem, num ato coletivo de partilha, para a fruição de obras rigorosamente selecionadas e programadas. As restrições impostas pela situação atual representam um grande desafio à realização dos festivais, em todas as suas vertentes.

  • Diretor da Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema

    Diretor da Cinemateca Portuguesa-Museu do CinemaEng. José Manuel Costa

  • Presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro

    Presidente da Entidade Regional de Turismo do CentroDr. Pedro Machado

    Na Turismo Centro de Portugal acreditamos que a vasta região Centro, pelas suas características intrínsecas, reúne capacidades privilegiadas para atrair produções audiovisuais, potenciando o crescimento do turismo cinematográfico nestes territórios. Nesse sentido, avançámos com a proposta de um instrumento regional que possibilite o investimento na captação de produções nacionais e internacionais. A concretizar-se, será um instrumento poderoso para o desenvolvimento de um verdadeiro cluster audiovisual regional, promovendo a coesão da região. Eventos como os Caminhos do Cinema Português têm um papel fundamental neste percurso. Está, pois, de parabéns a Associação de Artes Cinematográficas de Coimbra, pela sabedoria de encontrar os mais promissores caminhos para o cinema português.

  • Presidente da União das Freguesias de Coimbra

    Presidente da União das Freguesias de CoimbraDr. João Francisco Campos

    A riqueza de um povo não se conta pelas “moedas” que amealhou ao longo da vida, está na sua cultura, nos seus espaços comuns, na vivência da polis enquanto centro de tudo, local de partilha e sorvedouro de interacções pessoais, culturais, espirituais e outras que tais, que nos fazem crescer enquanto indivíduo e colectivo de seres sencientes. A minha riqueza vem da riqueza que esta freguesia tem, em pessoas, instituições que lutam, todos os dias, ano após ano, para fazer da nossa cidade a Coimbra que idealizamos mas tardamos em realizar.

  • Director do Teatro Académico de Gil Vicente

    Director do Teatro Académico de Gil VicenteProf. Doutor Fernando Matos Oliveira

  • Presidente da Federação Portuguesa de Cineclubes

    Presidente da Federação Portuguesa de CineclubesDra. Leonor Pires

    Nestes tempos tão difíceis o Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra, e a Associação Caminhos do Cinema Português são um exemplo do esforço que o Cineclubismo tem feito para manter vivos o Cinema e o seu público. A atribuição do Prémio D. Quixote, da Federação Internacional de Cineclubes (FICC) demonstra a importância que o cineclubismo português tem no movimento cineclubista internacional. Destacamos a Selecção Ensaios, para produções em contexto académico, onde este ano se atribuirá, pela primeira vez o Prémio Federação Portuguesa de Cineclubes (FPCC). A organização deste Festival em plena pandemia, cumprindo todas as regras de segurança sanitária, é uma vitória.

  • Presidente da Direção Geral da Associação Académica de Coimbra

    Presidente da Direção Geral da Associação Académica de CoimbraDaniel Azenha

  • Presidente da Federação Internacional de Cineclubes

    Presidente da Federação Internacional de CineclubesJoão Paulo Macedo

    Celebrar mais uma edição dos Caminhos do Cinema Português, num ano atípico como 2020, implica o reconhecimento da coragem e persistência da sua organização. (…) Defendemos que o cinema deve ter espaço para encontrar o seu público, os Caminhos do Cinema Português permitem, num só momento, ter acesso à maior programação de cinema português num só festival. A possibilidade de seleccionar e organizar, programar e exibir é fundamental para que o ciclo dos filmes fique completo. O acesso ao cinema é uma missão fundamental e a que os Caminhos dão resposta mais uma vez. (…) Particularmente neste ano estranho de pandemia o acesso ao cinema, à música, à leitura e às artes foi fundamental para sobreviver e ultrapassar as dificuldades de confinamento. Contudo os filmes portugueses circularam como nunca e têm tido espaço de reconhecimento e afirmação. Os prémios são sinal dessa vitalidade e reconhecimento, mas a presença do público nas salas e a exibição da produção nacional são o melhor sinal de que conseguimos continuar a criar e sobreviver. Espero que o público marque presença no festival, à altura da qualidade de programação proposta. Acima de tudo é bom recordar que a CULTURA é SEGURA!