Formadores

Na sua nona edição o curso Cinemalogia reúne no seu leque de formadores intervenientes de relevo da cinematografia nacional. A experiência e a irreverência juntam-se para criar este novo percurso pedagógico.

  • António Morais

    António MoraisDirector de Fotografia

    Bragança, Portugal, 1985. Terminou seu curso de Fotografia Profissional no Instituto Português de Fotografia do Porto em 2005. Obteve a Licenciatura em Som e Imagem na Universidade Católica Portuguesa do Porto em 2008. Concluiu o Mestrado em Comunicação Audiovisual com especialização em Produção e Realização Audiovisual no Instituto Politécnico do Porto em 2010. Desde o início do seu percurso académico, que fez parte de diversas equipa de rodagem inúmeros curtas-metragens, filmes, documentários e programas de TV como Diretor de fotografia. Trabalhou em todo o tipo de produções no Médio Oriente (Jordânia, Yemen, Palestina, Israel). Os últimos projectos a salientar: a longa-metragem "Oversized Coat" para a produtora Nawras Media; o Documentário de longa duração para TV "Camera and the City - Yemen" para a produtora, Vision, cliente Al Jazeera Documentary; o programa de comédia "The Rania Show" para a produtora Green Bananas, cliente Roya TV; a série de televisão "The Asphalt Color" para a produtora Pan East Media, cliente Abu Dhabi TV (ADTV) e o documentário "Born in 48" para produtora, Vision, cliente Al Jazeera Documentary. Em 2016 e 2017 fez a direção de Fotografia cineasta da série documental para TV, "Expats" para Al Jazeera Documentary. Filmada em todo o mundo (Inglaterra, Canada, Brasil, Noruega e Australia). Mais recentemente devido ao trabalho que tem vindo a desenvolver na última década como Cinematógrafo e Diretor de Fotografia foi reconhecido pela Sony, como Independent Certified Expert (ICE). Hoje em dia faz parte da plataforma de formadores ICE da Sony.

  • António Moreira

    António MoreiraUniversidade Aberta

    É Doutorado e Mestre em Ciências da Educação pela Universidade de Coimbra e concluiu programa de Pós-Doutoramento em Tecnologias Educacionais e da Comunicação também na Universidade de Coimbra. É Professor Auxiliar no Departamento de Educação e Ensino à Distância (DEED), da Universidade Aberta.

    É Licenciado em História da Arte pela Universidade de Coimbra e Especialista em Multimédia pela Universidade do Porto.

    Atualmente é Diretor da Delegação Regional do Porto da UAb, Coordenador da Unidade de Desenvolvimento dos Centros Locais de Aprendizagem (UMCLA) e Coordenador Executivo da Unidade Móvel de Investigação em Estudos do Local (ELO) da Universidade Aberta.

    É, ainda, Investigador Integrado no Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20) da Universidade de Coimbra e formador nas áreas da Educação Online e das Tecnologias Educativas, autor de várias publicações no país e no estrangeiro e membro de Conselhos Editoriais e revisor de revistas científicas na área da Educação.

  • Carlos Gago

    Carlos Gago

    Carlos Gago, diretor artístico de Ilídio Design em Coimbra e Figueira da Foz, conta com 30 anos de experiência em corte, styling e coloração. Especialista em corte personalizado, desenha e executa o corte em função da textura do cabelo, forma da cabeça, rosto, corpo, estilo, profissão e hobbies da pessoa. Um corte de cabelo deve ter mais do que uma leitura, ou seja, um styling adaptado a cada ocasião.

  • Catarina Maia

    Catarina MaiaInvestigadora

    Catarina Maia é licenciada em Estudos Artísticos, variante de Cinema, pela Universidade de Coimbra, onde fez também o curso de especialização em Estudos Fílmicos e da Imagem. Integra o Grupo 6 - Correntes Artísticas e Movimentos Intelectuais do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX. Actualmente prepara o seu doutoramento com uma tese sobre “A Moral no Cinema de João César Monteiro”. É crítica de cinema na Revista METROPOLIS e colabora regularmente com o Curso de Estudos Artísticos nas disciplinas de Análise de Filmes e Crítica Cinematográfica.

  • Caterina Cucinotta

    Caterina CucinottaDireção de Arte

    É Doutorada em Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa (2015). Defende que a união entre a prática e a teoria na profissão é fundamental para estimular a criatividade, enriquecer um filme com ideias e citações e compreender a fundo os conceitos que o realizador quer transmitir.

  • Cláudia Clemente

    Cláudia Clemente

    Claudia Clemente, arquitecta de formação, divide o seu trabalho actual entre a escrita e a realização cinematográfica, entre a ficção e os documentários. Nascida no Porto em 1970, estudou arquitectura nessa cidade e cinema em Lisboa e Barcelona. Licenciou-se em arquitectura na FAUP em 1995. Publicou o seu primeiro livro de contos, “O caderno negro” em 2003, na Editora Tinta Permanente, e o Segundo, “A fábrica da noite”, na Editora Ulisseia, em 2010. A sua peça ""Londres"" foi vencedora do Grande Prémio de Teatro S.P.A./Teatro Aberto 2011, e editada pela Imprensa Nacional Casa da Moeda. Publicou o seu primeiro romance, ""A casa azul"", em 2014. Concluiu o curso de Escrita de Argumentos para Longas-metragens da Gulbenkian, com a London Film School, em 2006. Terminou o curso de cinema na Restart, em 2007. Os seus contos foram editados em Portugal, Espanha e Itália. Realizou 4 curtas metragens e um documentário. Foi responsável pelos argumentos, storyboards, realização, direcção de arte, montagem e (na maioria dos casos) produção dos seus próprios filmes. Estes já foram exibidos em Portugal, no Brasil, no Uruguai, na Índia, em Cuba e em Itália, tendo sido premiados em diversos festivais.

  • Eduardo Condorcet

    Eduardo Condorcet

    Nasceu em Coimbra em 1972. Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa (especialização em Cinema) em 1995, obteve o grau de Master of Arts in Film na Leeds Metropolitan University (Reino Unido) em 2001, com uma tese dedicada à Narrativa e Novos Media. Efectuou um período de especialização na Hochschule für Film und Fernsehen –Konrad Wolf, antiga Escola Superior de Cinema da Ex-RDA, em Potsdam-Babelsberg, arredores de Berlim. Presentemente está em doutoramento em Arquitectura e Imagem em Movimento na Universidade de Cambridge, em Inglaterra, dedicando a sua tese à intermedialidade, performance e participação do espectador em cinema, teatro e multimedia. Faz trabalho ainda como Realizador, Encenador, Transmedia, Argumentista, Editor, Músico e Actor.

  • Eduardo Nunes

    Eduardo NunesDirector Criativo

    Eduardo Nunes é licenciado em Comunicação e Design Multimédia pela Escola Superior de Educação de Coimbra e Mestre em Design e Multimédia pela Universidade de Coimbra. Director criativo na agência de design e desenvolvimento para a Web Kollegorna, sediada em Estocolmo. Co-fundador do Colectivo Nefasto, vencedores do Prémio Jovem Cineasta Português do CINANIMA e do Grande Prémio Nacional do FEST Film Festival.

  • Emidio Buchinho

    Emidio BuchinhoDesigner, Montador e Operador de Som

    Licenciado em Cinema, no ramo de Som, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Diplomado em música e guitarra pela Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi e pelo Conservatório Municipal de Château-Thierry. Especialista em Som para Audiovisual e Multimédia. Doutorando em Ciência e Tecnologia das Artes – Informática Musical, na Universidade Católica Portuguesa. Professor universitário e formador credenciado em Som para Cinema, Audiovisual e Multimédia, Música Electrónica e Experimental. Co-fundador e co-director da associação Granular. Desde 1991, trabalha regularmente em composição, execução e produção de música; design, montagem e operação de som para filme, documentário, teatro, dança, instalação, intermedia e publicidade televisiva. + Info: www.emidiobuchinho.com

  • Isabel Silva

    Isabel Silva

    Formada em Produção de Cinema pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Actualmente exerce funções de Direcção de Produção em cinema e é Professora Adjunta Convidada na Escola Superior de Teatro e Cinema. Fez Direcção de Produção de filmes realizados por Miguel Gomes, Sandro Aguilar, Fernando Vendrell, Jorge Cramez, Miguel Fonseca, Verónica Castro e Helena Invernos, Mariana Gaivão, Raquel Jacinto e Paulo Guilherme.

  • João Bacelar

    João BacelarFotógrafo

    João Bacelar nasceu em Lisboa em 1972, estudou Design no IADE e foi fotógrafo oficial de backstage e still life da Moda Lisboa durante 15 anos. O interesse pela ilustração, design e fotografia levo-o a trabalhar na empresa Novo Design (Brandia) e, em 1995, à montagem de um atelier com Ricardo Mealha. Esteve também em empresas como a Young & Rubicam, BMZ/PARK, BBDO, Saatchi e Ogilvy & Mather. Trabalha como fotógrafo há 15 anos, tendo colaborado com várias publicações portuguesas e internacionais.

  • João Braz

    João BrazMontagem 1 e 2

    Aprendeu montagem na Escola Superior de Teatro e Cinema. Montou dezenas de longas-metragens, documentários, assim como séries de ficção e publicidade. Entre eles, “Os Maias”, ”Alice", "Noite Escura", “Sangue “do Meu sangue, "Linha Vermelha", "Sangue do meu Sangue" e “Os filhos do Rock”.

  • Leandro Silva (Lee Fuzeta)

    Leandro Silva (Lee Fuzeta)

    Lee Fuzeta, em 2005 entrou no curso de Cinema da Universidade da Beira Interior. Concluiu a licenciatura em 2009 e no mesmo ano começou a trabalhar na área do audiovisual onde tem feito, sobretudo, trabalhos de edição e fotografia. Em 2009 estreia-se na realização com o documentário "Embargado". Em 2018 no filme "O Labirinto da Saudade" como Director de Fotografia

  • Luís Alvarães

    Luís AlvarãesProdutor, Realizador e Argumentista

    Luís Alvarães é argumentista, realizador e produtor de filmes. Gosta de teatro e de actores. Prefere o artifício ao realismo. A comédia ao drama. Não gosta quando o autor ocupa o centro da imagem. Mas gosta quando tem alguma coisa para dizer. Sócio fundador, em 1992, com Fernando Vendrell, da produtora DAVID & GOLIAS.

  • Luís Antero

    Luís AnteroFonografista

    Artista sonoro. Desenvolve desde 2008 um trabalho de recolha e documentação do património imaterial sonoro das zonas da Beira Serra e Serra da Estrela, com base em gravações sonoras de campo e que pode ser acompanhado através dos sites www.luisantero.yolasite.com e www.luisantero.bandcamp.com É curador da netlabel Green Field Recordings, dedicada exclusivamente à edição online de trabalhos sonoros com base em gravações sonoras de campo e do programa de rádio O Coleccionador de Sons (www.ocoleccionadordesons.yolasite.com), na Rádio Zero e Rádio Universidade de Coimbra, de 2009 a 2013. Lugar Sonoro é o seu segundo programa de rádio, com emissões quinzenais a partir da Rádio Boa Nova, em Oliveira do Hospital, com podcast em lugarsonoro.bandcamp.com Foi artista convidado e um dos responsáveis pelas gravações do projecto Sons do Arco Ribeirinho Sul, na cidade do Barreiro, director artístico do Arquivo Sonoro do Centro Histórico de Coimbra, do arquivo Sons da Montanha: Arquivo Sonoro de São Martinho de Anta (a partir de Miguel Torga), entre outros. É licenciado em Estudos Artísticos.

  • Luís Pedro Madeira

    Luís Pedro MadeiraMúsico

    Luís Pedro Madeira tem um extenso historial de participações em várias bandas portuguesas como musico versátil no Piano, Bandolim e  Acordeon  em bandas como Belle Chase Hotel ou mais recentemente Pensão Flor. Mas também é conhecido pelo seu trabalho em filmes como Posfácio nas Confecções Canhão (2012), Respirar (Debaixo D'água) (2000), Esquece Tudo O Que Te Disse (2002) e Pedro e Inês (2018). Ele é o espelho de uma geração de artista multifacetado e transversal à arte.

  • Luísa Bebiano Correia

    Luísa Bebiano Correia

    Tem atelier próprio de arquitectura desde 2010, sediado no Instituto Pedro Nunes, onde desenvolve projectos que a relacionam com diversas artes como teatro, dança e cinema (direcção de arte). Universo temático que é a base da investigação que está a desenvolver para a tese de doutoramento do Curso de Arte Contemporânea da Universidade de Coimbra. Licenciada em Arquitectura pelo Darq - FCTUC (2006 - Prémio Escolar Quartel Mestre General W. Elsden), com uma passagem pelo Politécnico de Torino (Itália). Desde 2004 tem colaborado pontualmente com os arquitectos José Gigante, Atelier do Corvo e João Mendes Ribeiro. Entre os seus projectos, destacam-se as intervenções realizadas: Adega para a Torre de Palma (2014), em co- autoria com João Mendes Ribeiro Recuperação das Instalações da Cerâmica Antiga de Coimbra (2017), em co-autoria com Atelier do Corvo. Já foi distinguida em diversos concursos sobre obra realizada, nomeadamente: Prémio Outros Mercadus, Design e Arquitectura (finalista em 2010), Prémio Mies Van Der Rohe (nomeada em 2015), Prémio Nacional de Arquitectura em Madeira (finalista em 2017), Prémio Nacional de Reabilitação Urbana (Melhor Intervenção Inferior a 1000 m2 em 2017) e Premis Fad (Seleccionada nos anos 2013, 2015 e 2018). Fez a Direcção de Arte de "Pedro e Inês", filme recentemente estreado em Portugal e de "Embargo", ambas produções de Persona Non Grata e realização de António Ferreira. Além de longas metragens de ficção, trabalhou em diversas curtas metragens, cinema documental e produções para televisão.

  • Marcantonio del Carlo

    Marcantonio del CarloActor

    Marcantonio Del Carlo, 16-11-1965, de nacionalidade italiana, licenciado pela Escola Superior de Teatro e Cinema, autor, ator, encenador e realizador desde 1989 com trabalho reconhecido no teatro, cinema e televisão.

  • Margarida Augusto

    Margarida AugustoSocióloga

    Nascida em Leiria, licenciada em Sociologia, pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Em 2016 fez o estágio de Integração na Investigação do Centro de Estudos Sociais, e coordenou em 2018 o jornal ComTextos. No mesmo ano, integrou a equipa da organização do Festival Caminhos do Cinema Português.

  • Martim Santos

    Martim SantosDiretor de Som

    Licenciado em Cinema pela Universidade da Beira Interior, com participação em vários filmes, principalmente como Director de Som, incluindo o filme "Nunca é Tarde" realizado na IV edição do curso Cinemalogia - da Ideia ao Filme - curso do qual frequentou.

  • Nuno Gonçalves

    Nuno GonçalvesCinemundo

    Nuno Gonçalves é licenciado em Ciências Históricas pela Universidade Lusíada de Lisboa. Iniciou o percurso profissional numa empresa multinacional, da área do grande consumo em Madrid, Amesterdão, Colónia, e mais tarde em Portugal. Foi Diretor de Marketing da Edivideo (representante dos catálogos das Majors americanas Paramount, Universal, Dreamworks e 20th Century Fox). Posteriormente foi Director Comercial de Distribuição e Exibição da Filmes Castello Lopes, representante à época dos catálogos da 20th Century Fox e Miramax na distribuição para cinema. A partir de 1999 integra os quadros da Lusomundo, inicialmente como Director de Marketing e posteriormente como Director Comercial, tendo mais tarde sido nomeado Director Geral. Com a compra da Lusomundo pela PT Portugal e com o posterior split para a ZON, é nomeado Administrador Executivo da ZON Lusomundo Audiovisuais. Desde janeiro de 2015 é partner da Cinemundo.

  • Nuno Rocha

    Nuno Rocha

    Nuno Rocha é um realizador, argumentista e produtor. Licenciou-se pelo Instituto Politécnico do Porto no Curso de Tecnologia da Comunicação Audiovisual. Estudou Advanced Directing na Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Autor de várias curtas-metragens premiadas, incluindo “3x3”  , "Vicky and Sam" e "Momentos", em 2016 realizou a sua primeira longa-metragem "A Mãe é que sabe", alcançando 2 prémios Sophia, bem como melhor filme português no festival festival espanhol Reino de León.

  • Paulo Montes

    Paulo MontesLegendagem e Tradução

    Paulo Montes trabalha na área da legendagem e tradução há mais de 16 anos. Tem ao longo da sua carreira produzido conteúdos para Televisão, DVD, Video on Demand, Netflix, conteúdos online, bem como festivais de cinema e eventos com legendagem e tradução ao vivo. É especializado no contexto petrolífero, manuais técnicos e de utilização, saúde e segurança, bem como de estudos de impacto ambiental.

  • Pedro Branco

    Pedro BrancoCinema Científico em Contexto Educativo e Artístico

    Licenciado em Design de Equipamento pela Escola Superior de Artes e Design em Matosinhos e em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Especialista em Medicina Física e de Reabilitação e Medicina Desportiva. É Investigador Colaborador na Unidade Móvel de Estudos do Local (ELO) da Universidade Aberta.

  • Pedro Ribeiro

    Pedro RibeiroMontador

    Iniciou na montagem de publicidade a sua carreira a ficção vem pouco tempo depois com Manual de Evasão e Adão e Eva até aos dias de hoje com Parque Mayer, SNU ou Variações.

  • Sebastião Salgado

    Sebastião Salgado

    Sebastião Salgado nasceu em Lisboa em 1982. Formou-se em Direito e trabalhou alguns anos como advogado, até que abdicou da carreira nos tribunais para seguir a sua paixão pelos filmes. Estudou escrita de argumento em Nova Iorque, e após regressar a Lisboa começou a trabalhar como argumentista para a televisão. Desde então ajudou a criar séries e novelas para a RTP, SIC e TVI. Em 2013 escreveu a sua primeira curta-metragem, no âmbito de um concurso de escrita promovido pela Restart, no qual venceu o primeiro prémio, e em 2016 estreou-se na realização com o filme “Já Passou”, curta-metragem que tem viajado o mundo no circuito de festivais, ganhando alguns prémios relevantes pelo caminho, incluindo o de melhor realização no festival Caminhos do Cinema Português. Em 2018 completou a sua segunda curta-metragem, “Segunda-Feira”, que estreou nacional e internacionalmente, tendo passado também pelo festival Caminhos. Atualmente tem uma terceira curta-metragem em pré-produção, com rodagem marcada para 2019, e está a desenvolver o argumento da sua primeira longa-metragem.

  • Silvia Grabowski

    Silvia Grabowski

    Nascida em 1962 em Munique estudou Faculdade de Munique de Ciências Políticas. Começou a trabalhar em cinema em 1982, estreou-se no filme O nome da Rosa como assistente de Gabriella Pescucci. Trabalhou até 1989 em vários filmes e programas de televisão na Alemanha, destacando-se nesta fase o filme Cobra Verde de Werner Herzog. Em 1989 mudou-se para Lisboa, e a partir de 1993 iniciou o seu trabalho no cinema português, trabalhando com realizadores como Manoel de Oliveira, João César Monteiro, José Álvaro Morais, João Botelho, João Mário Grilo, Alberto Seixas Santos, José Fonseca e Costa, Jorge Paixão da Costa, Teresa Villaverde, Marco Martins, Miguel Gomes, João Nicolau.

  • Tiago Santos

    Tiago SantosDesigner Multimeios

    Tiago Santos, nascido em 1984 em Cantanhede, é licenciado e Pós-Graduado em Tecnologias de Informação Visual e Mestre em Design e Multimédia. Frequentou o Doutoramento em Arte Contemporânea e actualmente é Doutorando do Programa de Materialidades da Literatura na Universidade de Coimbra. Os seus interesses de investigação abrangem o branding, a tipografia, o design, a poesia concreta e a intermedialidade, investigando no presente momento a obra poética de Augusto de Campos do ponto de vista da arqueologia e expressividade da letra tipográfica. Tem participado em conferências e publicado em revistas científicas. Colabora nos Caminhos do Cinema Português desde 2007 intervindo nas áreas da comunicação, produção multimédia e produção. Ajudou a criar o projecto pedagógico Cinemalogia ‘da ideia ao filme’, produzindo nesse âmbito sete curtas-metragens de ficção, documentário e animação seleccionadas em festivais de cinema internacionais. Integra a Direcção da Federação Portuguesa de Cineclubes no triénio 2018-19-20. Sócio da Associação Nacional de Designers, Cédula Profissional 314, e do Centro de Estudos Cinematográficos / AAC, n.º 666.