my hands are never empty, de Miguel Munhá – Outros Olhares (2018)

Exibição

Outros Olhares
26/11/2018
18:00
Mini-Auditório Salgado Zenha
Piso 0 AAC

Origem

País de Origem: Portugal
País de Rodagem: Portugal
Ano: 2018

Metragem e Género

Duração: 76 min
Metragem: Longa
Género: Documentário

Idioma e Legendagem

Língua: English, French, Portuguese, Lingala
Legendas: inglês e português

My Hands are Never Empty Nunca as Minhas Mãos Ficam Vazias

Realização: Miguel Munhá

Primeira obra: Yes

Produção: DuplaCena

Produtores: Ana Sofia Nunes, Miguel Munhá
Produtor executivo: António Câmara Manuel

Sinopse Portuguesa:

Nunca as minhas mãos ficam vazias segue o percurso do artista Faustin Linyekula em Lisboa. No âmbito da bienal Artista na Cidade, Faustin é convidado a criar e intervir em colaboração com diversas entidades culturais da capital. O bailarino, coreógrafo e encenador congolês tem uma obra assumidamente política, onde denuncia décadas de corrupção, opressão, violência, sofridas pelo povo do seu Congo, ex-Zaire, ex-Congo Belga, ex- Estado Independente do Congo. E apesar de todas essas ruínas (nome que o próprio utiliza para comunicar esse declínio), no trabalho de Faustin há um enorme e esperançoso espaço para enaltecer a força das raízes culturais do seu povo, o ânimo de muitos que continuam a tentar sobreviver, lutar, e sonhar por um país e mundo melhores. Este documentário vive desta dualidade na obra de Faustin Linyekula: apesar de denunciar a escuridão, ele parece procurar a luz; apesar de expor a devastação de milhões que vivem na pobreza, sem condições mínimas de saúde e educação, ele reflecte, espera e trabalha para a mudança. Ele próprio pede, em vez do slogan do punk “No Future”, um “More more more Future”. Apesar da dificuldade de se viver entre estes dois mundos (dificuldade essa que o próprio Faustin assume: “uma pessoa tem de ser muito doida para acreditar teimosamente – apesar das convulsões da história, das guerras, das revoluções, dos regimes – na celebração da beleza”), é talvez na (e pela) energia criada nos seus espectáculos que se acredita na coerência dessa dualidade, e como ela nos poderá ajudar a entender melhor (e a trabalhar sobre) o mundo que nos rodeia.

Sinopse Original:

My Hands Are Never Empty follows the path of artist Faustin Linyekula in Lisbon. As the chosen artist of the Biennial Artist in the City, Faustin is invited to create and intervene in collaboration with several cultural entities of the capital. The Congolese dancer, choreographer and director has been evolving a politically committed body of work in which he denounces decades of corruption, oppression and violence suffered by the people of his Congo, ex-Zaire, former Belgian Congo, formerly Independent State of the Congo. And in spite of all these ruins (the name he uses to communicate this decline), Faustin’s work opens a huge and hopeful space to exalt the strength of the cultural roots of his people, the spirit of many who continue to try to survive, to fight , and to dream for a better country and world. This documentary is nourished by this duality in the work of Faustin Linyekula: despite denouncing the darkness, he seems to seek the light; despite exposing the devastation of millions who are living in poverty without minimal healthcare and education, he reflects, hopes and works for change. He himself is calling for, instead of the punk slogan “No Future”, for a “More More More Future”. Despite the difficulty of living between these two worlds (a difficulty that Faustin himself assumes: “a person must be very crazy to believe stubbornly – despite the convulsions of history, wars, revolutions, regimes – in the celebration of beauty”), It is perhaps in (and by) the energy created in his shows that one believes in the coherence of this duality, and how it can help us better understand (and work on) the world around us.

Data de Estreia: May 5, 2018

Exibições:
IndieLisboa International Film Festival Lisbon May 5, 2018 Portugal Premiere Official Selection Portugal

Elenco: Faustin Linyekula
Actor Principal: –
Actriz Principal: –
Actor Secundário: –
Actriz Secundária: -Argumento:
Argumento Original: Yes | Diálogos: yesDirecção de Fotografia (DoP): Miguel Munhá
Imagem
Color, Digital, 16:9
, , , ,

Direcção de Som: Mike Santos
Direcção de Arte: –
Figurinos: –
Caracterização: –

Edição: Miguel Munhá
Banda Sonora Original: no
Direcção Musical: –
Pós-produção de som: António Porém Pires

Redes Sociais:
facebook
twitter

Os dados apresentados são da exclusiva responsabilidade dos produtores, realizadores ou proponentes dos filmes. Se encontrou algum erro por favor reporte-o para [email protected] dando conta do link da página e quais as secções a corrigir. Agradecemos a sua colaboração.

The data presented are the sole responsibility of producers, directors or tenderers of the films. If you have found an error please report it to [email protected] with the page URL and which sections to correct. Thank you for your cooperation.