• logo curso de cinema UAB e1634983413765
  • Site 1150x400 1
  • banner web 01 e1635431606572

 

Notícias

  • SELECAO-CAMINHOS_EVENTO-1920x1007-e1635691013528.jpg

    Quem são os “todos” para quem programamos?

    Poucas serão as biografias que não apresentem períodos de nigredo ou de estágios de inacção. Habitualmente esses momentos – apesar normalmente enfrentados da pior das maneiras – têm em si a “possibilidade semente”, a capacidade de regeneração e reinvenção, em suma a oportunidade de iluminar a “noite escura da alma”.

    Estes últimos tempos representaram toda uma negritude com um elemento adicional (e novo para o mundo ocidental contemporâneo): a partilha desse momento. Como colectivo humano, ouvimos em uníssono a voz do silêncio de uma pandemia que nos forçou a isolar e a mudar hábitos. Fez com que abandonássemos, entre outros, hábitos de consumo cultural e social, chegando ao cúmulo de uma quase total substituição de um curador de cinema por um algoritmo de uma qualquer plataforma online.

    Na passada edição, no auge de uma pandemia com limitações variadas e transversais a todos os comportamentos humanos, tentámos que esses momentos escuros de isolamento fossem “compensados” por momentos de individualidade partilhada dentro de uma sala de cinema. Apesar disso, sejamos justos, percebemos que o próprio significado de festival (no sentido mais literal de festividade) não foi totalmente cumprido e deixado em pausa.

    saber mais

  • CCC-capa-Outubro-1813x1208.jpg

    Outubro na Casa do Cinema

    Entrando no seu sexto mês de funcionamento, a Casa do Cinema de Coimbra tem progressivamente apresentado um leque maior de propostas cinematográficas. Neste mês de Outubro trazemos 33 sessões que, no conjunto da curadoria do Festival Caminhos Cinema Português, Centro de Estudos Cinematográficos, Fila K Cineclube e Nitrato Filmes, conjugam o cinema patrimonial com diferentes correntes autorais contemporâneas.

    Nesse sentido são promovidos 3 novos ciclos: a “3.ª Mostra Programa!Ação”; “Educar para o Desenvolvimento Sustentável”; e, “Nova Geração de Realizadoras Brasileiras”, enquanto continuamos a promover a exibição do importante documentário de Mark Cousins “As Mulheres Fazem Cinema!”, bem como a Matiné Infantil, agora em dose dupla, no 3.º sábado de cada mês. Como novidades neste mês anunciamos ainda a Extensão Universitária do Festival Cinanima e ainda a exibição em estreia nacional de “Dune”, de Denis Villeneuve.

    A Casa do Cinema de Coimbra, desde maio até ao final do mês de Setembro, já promoveu mais de sessenta sessões de cinema, tendo passado pela nossa sala dois mil espectadores. Com o arranque de um novo ano lectivo acreditamos que o reflexo da projeção na tela revelará muitas caras novas.

    saber mais

  • CCC-capa-ProgramaAcao3.png

    Programa!Ação – 3.ª Mostra propõe uma viagem pelo Património Cinematográfico Português

    Iniciada em 2019, a mostra Programa!ação proporciona aos espectadores visionamentos comparatistas na obra de realizadores portugueses. Considerando o esforço de digitalização do património cinematográfico e as raras oportunidades para ver de forma digna alguns marcos do cinema português, a mostra mudou o seu foco para recuperar a obra de autores marcantes do cinema português, bem como proporcionar novas abordagens e contextos aos primeiros filmes portugueses através da intervenção musical. 

    saber mais

  • CCC-2021-SETEMBRO-OUTUBTO-Geral-bannerwp-1208x792.jpg

    Setembro na Casa do Cinema

    O mês de Setembro tradicionalmente é um mês de retoma da actividade, trazendo consigo várias novidades. Na Casa do Cinema de Coimbra não é diferente. Depois de no quente mês de Agosto termos revisitado alguns dos clássicos do cinema de horror, apresentamos em Setembro um mês pleno de diversidade e ofertas cinematográficas entre a exibição, com um novo inquilino na Casa: a Nitrato Filmes e a realização do 1.º Ciclo “Cinema Fora de Portas”, até à formação conhecendo “As Mulheres fazem Cinema!” de Mark Cousins e o curso de verão “Montagem e Autoria” orientado por Miguel Mira, com palestras de Afonso Cruz, José Filipe Costa e Jerónimo Rocha. As novidades continuam com os cine-concertos que abrem caminho para a 3.ª mostra Programa!Ação.

    Assim, iremos promover durante o mês de setembro sessões de terça a sábado sempre às 21h30. Bilhetes a partir de 3€, com condições privilegiadas para os nossos associados.

    saber mais

  • CARTAZ-cfp-geral-1-1920x1283.jpg

    cinema fora de portas

    Iniciado a 19 de Agosto com um evento piloto, o Ciclo “Cinema Fora de Portas” percorrerá várias praças da região de Coimbra levando a arte cinematográfica ao encontro dos públicos. Serão projectadas 5 longas-metragens nacionais e internacionais, culminando em dois cine-concertos que revisitam o cinema de património nacional. 

    As exibições de cinema ao ar livre têm entrada gratuita, mediante reserva no nosso site. Os bilhetes Cine-Concertos têm um custo de 10€, sendo reduzido a 5€ no caso dos sócios das entidades promotoras na Casa do Cinema de Coimbra, entidades parceiras, estudantes, desempregados, cineclubistas, seniores, grupos ≥ 10, profissionais do espetáculo. 

    saber mais

  • curso-de-verao-2FASE-1920x960.jpg

    Curso de Verão: Montagem & Autoria

    No cinema, a montagem é um elemento presente na expressão cinematográfica antes do som, da cor e do movimento de câmara. Na literatura, sobretudo nos contextos experimentais, a montagem surge por associação de elementos, de palavras, da construção silábica, sendo uma expressão natural do seu espaço e por consequência do tempo.

    Neste curso de verão serão abordadas diversas questões num conjunto de conversas com autores e cineastas que partilharão as suas concepções sobre o uso expressivo da montagem no seu trabalho literário, cinematográfico ou em ambas as valências.

    Complementando o espírito de partilha e debate, é promovida uma oficina de montagem vídeo permitindo aos alunos aprender noções base do trabalho de edição e da criação de um pensamento narrativo.

    O Curso, organizado pela Caminhos do Cinema Português – Associação de Artes Cinematográficas de Coimbra e pelo Centro de Estudos Cinematográficos/AAC, decorrerá ao longo de 4 dias, em duas edições. A primeira edição decorrerá já na próxima semana, entre 20 e 23 de Julho, e a segunda edição entre 14 e 17 de Setembro de 2021 (inscrições limitadas). As inscrições até 18 de Julho têm 50% de desconto, havendo condições especiais para os associados das entidades organizadoras e membros das entidades parceiras.

    saber mais

  • João Francisco CamposOrson Wells disse, um dia, que o cinema não tem fronteiras nem limites. É um fluxo constante de sonho. Entre dia 06 e 20 de novembro não há limites nem fronteiras, mas no coração de Coimbra, o sonho do cinema é nosso, é vosso, é do mundo.

    João Francisco Campos
  • Amílcar FalcãoNum período em que a Academia e a sociedade em geral ensaiam, finalmente, o paulatino regresso à normalidade, cabe sublinhar a determinação com que a XXVII edição do Festival Caminhos do Cinema Português optou por retomar a fruição integral das apresentações fílmicas presenciais, com a dinamização de três recintos de exibição, demonstrando assim a forma criativa e programática como soube sair reforçada da experiência pandémica.

    Amílcar Falcão
  • Delfim LeãoDepois de, no ano transato, ter conseguido um assinalável equilíbrio entre a oferta cinematográfica digital e presencial, a XXVII edição do Festival Caminhos do Cinema Português ficará certamente marcada pela dinamização de três recintos de exibição, em locais emblemáticos da Academia e da cidade de Coimbra, concedendo ao cinema uma renovada centralidade.

    Delfim Leão
  • José Manuel Costa

    Sabendo aproveitar e consolidar tudo o que é já hoje a nova realidade da investigação desta história por parte de novas gerações (pela primeira vez com alguma verdadeira hipótese de profissionalização), e sabendo agora aproveitar a imensa oportunidade de divulgação proporcionada pela digitalização em alta definição (algo de que só vimos ainda o princípio, mas que, finalmente, um novo plano global, sistemático, a ocorrer nos próximos quatro anos, colocará na ordem do dia), temos perante nós a possibilidade de empreender uma verdadeira redescoberta coletiva deste cinema, numa escala geográfica e numa multiplicidade de meios nunca atingidos até aqui.

    José Manuel Costa
  • Eduardo Ferro RodriguesÉ sempre de saudar projetos e eventos que resultem da iniciativa local, que rompam com o paradigma e floresçam fora dos centros tradicionais de poder e de cultura.E o festival Caminhos do Cinema Português, que vai já na sua XXVII edição, é bem o exemplo disso. Firmemente implantado na cidade de Coimbra e na sua vida cultural e académica, este festival é,desde há longos anos, uma referência no panorama cinematográfico nacional. É um festival que é de Coimbra, mas também de toda a arte cinematográfica produzida em Portugal, nele convergindo e interagindo, vindos de todas as regiões, os criadores e o seu público.

    Eduardo Ferro Rodrigues
  • Nuno Artur SilvaAo longo das suas edições, o Festival Caminhos do Cinema Português tem conseguido juntar criadores, técnicos e espetadores em diversos espaços de interação, apostando na divulgação do cinema português em todas as suas vertentes, desde o cinema de animação, documentário, curtas e longas-metragens até aos projetos finais das escolas de cinema. A magia da sala de cinema, como núcleo central da partilha de vivências entre as diversas comunidades que constituem o público e a aposta numa programação multidisciplinar, contribuem para uma maior aproximação dos públicos ao cinema nacional e à obra de autores que marcaram o panorama cinematográfico português. (…) Por último, deixo uma palavra de apreço na forma corajosa como todos souberam nortear as dificuldades sentidas no ano de 2020, face às regras ditadas pela pandemia que atingiu o país e o mundo, desejando o maior sucesso para esta edição de 2021.

    Nuno Artur Silva
  • José Manuel SilvaO presidente da Câmara de Coimbra não pode deixar de acarinhar e apoiar ativa e convictamente o Festival Caminhos do Cinema Português, um projeto nascido em 1988 e que constitui o único festival de cinema totalmente dedicado ao cinema português realizado em Portugal, em Coimbra (…). A Câmara municipal empenhar-se-á sempre para colaborar no fortalecimento contínuo daquele que já é um festival de referência e de enorme qualidade, muito em particular considerando a candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura 2027, e desafia a população de Coimbra a não perder esta oportunidade única de assistir aos resultados do extraordinário trabalho criativo e artístico de produtores, realizadores, atores e técnicos cinematográficos portugueses.

    José Manuel Silva
  • Luís Chaby VazEm 2021, mesmo depois de um ano difícil para o sector, a organização do festival continuou a desenvolver mais atividades e, em conjunto com o Centro de Estudos Cinematográficos, da Associação Académica de Coimbra, e o Fila K Cineclube, abriu a Casa do Cinema em Coimbra, com o objetivo principal de trazer programação alternativa à cidade, criar mais oportunidades de cultura e devolver à cidade um espaço icónico, as Galerias Avenida.

    Luís Chaby Vaz
  • Fernando Matos OliveiraEm nenhum outro lugar pode o público da cidade e do país conhecer e confrontar, a cada ano, a mais recente cinematografia portuguesa, nos seus diversos formatos e tradições expressivas, desde projetos de formação, passando pela animação, pelo documentário, pela curta e longa-metragem.

    Fernando Matos Oliveira