Reposições: Embers + Corte + O Cordeiro de Deus + Selvajaria + Catavento

Reposições: Embers + Corte + O Cordeiro de Deus + Selvajaria + Catavento

Os Caminhos promovem a reposição de alguns dos títulos mais marcantes das três secções competitivas na perspectiva curatorial, dos jurados e claro, do público. É ainda a oportunidade de rever títulos importantes da cinematografia nacional contemporânea que por via do re-agendamento de toda a programação do festival se viram exibidos em pleno horário laboral, académico ou escolar.

QUARTA, 16 DE DEZEMBRO, 20H30

Embers (Adriano Palha)

““Embers” tem uma construção narrativa complexa, tecendo-se ao som de um banda-sonora muito envolvente. A expressão gráfica que anima a tragédia é concordante com o tema explorado e destaca-se pela originalidade do seu autor”
— Júri Ensaios: Menção Honrosa de Ensaio Nacional de Animação

Corte (Afonso Rapazote e Bernardo Rapazote)
– Prémio da Federação Portuguesa de Cineclubes para Melhor Ensaio Nacional

“A decisão da atribuição deste prémio é unânime pelos membros do júri. A curta-metragem “Corte” destacou-se pelo seu tema, universo, diálogos, casting, sonoplastia e figurinos. A singularidade do filme aporta uma voz autoral fresca, original. Sublinhamos a depurada ‘mise en scène’ e a coerência do seu sistema narrativo e estético, em diálogo com grandes obras da história do cinema, como “La Prise du pouvoir par Louis XIV”, de Rossellini”
— Júri Ensaios

O Cordeiro de Deus (David Pinheiro Vicente)
– Melhor Atriz Secundária
– Melhor Caracterização

“Num mundo de sombras, o desempenho de Carla Galvão é luminoso”
– Júri Caminhos: Prémio de Melhor Atriz Secundária

“Uma grande coerência entre a expressividade da caracterização e o ambiente dramático ficcional”
– Júri Caminhos: Prémio de Melhor Caracterização

 

Selvajaria, de Camila Vale, 33’30”
Uma rapariga conserta tecnologia avariada enquanto busca conforto no circuito digital.

 

 

 

Imagem de CATAVENTOCatavento (João Rosas)

“O realizador mostra carinho e afeto pelas suas personagens, particularmente o protagonista. “Catavento”, através de uma escrita cuidada e calorosa, comunica eficazmente a incerteza sentida por um jovem numa encruzilhada, quando sente que tem “demasiadas escolhas” sobre o que fazer com a sua vida”
– Júri da Federação Internacional de Cineclubes: Menção Honrosa

 

 

 

  • Date : 16 Dec 2020 - 17 Dec 2020
  • Time : 20:30 - 00:01
  • Registration Deadline :
  • Venue : Estúdio 2, Galerias Avenida

Registration Form

Total price € 4