Caminhos do Cinema Português

Caminhos da Cinemalogia

O Curso de Cinema, criado em 2011, constituiu-se como um evento de referência na formação de públicos na área cinematográfica tanto numa abordagem teórica como prática. Volvidos sete anos desde a primeira edição propomos a revisitação das várias metragens realizadas em cada edição deste Curso de Cinema possibilitando uma leitura transversal dos métodos de ensino e produção empregues em cada edição, mas também um olhar atento sobre os vários espaços da cidade em que estas decorreram. Esta exibição conjunta é também uma oportunidade para a organização realizar um processo de auto-avaliação destes sete anos de trabalho em prol da formação e crítica cinematográfica. A exibição decorre no dia 6 de Março, às 18h00, no Mini-Auditório Salgado Zenha.  Entrada Livre.

O Curso de Cinema, criado em 2011, constituiu-se como um evento de referência na formação de públicos na área cinematográfica tanto numa abordagem teórica como prática. Volvidos sete anos desde a primeira edição propomos a revisitação das várias metragens realizadas em cada edição deste Curso de Cinema possibilitando uma leitura transversal dos métodos de ensino e produção empregues em cada edição, mas também um olhar atento sobre os vários espaços da cidade em que estas decorreram.

Ao longo das suas oito edições este curso tem respondido às necessidades educacionais dos públicos que se debatiam com uma oferta de formação cinematográfica exclusivamente teórica no ensino superior na região centro. O curso tem actuado numa lógica de formação intensiva, em horários pós-laborais, com uma vertente profissionalizante, dada a produção própria de obras cinematográficas em cada edição do curso, permitindo aproximar à academia de Coimbra além da sua comunidade estudantil também estudantes de outras academias e especialistas do nosso cinema. A organização além do ensino teórico-prático de cinema com alguns dos mais reputados especialistas do cinema português tem igualmente procurado que as abordagens promovidas sejam não só cientificamente e do ponto prático correctas, mas também do ponto de vista pedagógico. Desde a quinta edição do curso que a Universidade Aberta, se constituiu um parceiro da organização do curso promovendo a sua certificação pedagógica.

Estes “Caminhos”, como tema da 21° Semana Cultural da UC, percorrerão assim os Caminhos do Cinema Português, promovendo-se o nosso espaço, herança e património para além do nosso espaço, através da produção de cinema na cidade de Coimbra e nos espaços da sua academia, complementando a formação oferecida pela Universidade de Coimbra em cursos como Estudos Artísticos, Design e Multimédia, Jornalismo, de entre outros. É um trabalho que se tem revelado internacionalizador dos Caminhos e da Academia na medida em que os filmes produzidos neste contexto têm viajado um pouco por todo o mundo (Kansas (EUA), Vigo (ES), Padova (IT), Talin (ES), Sopot (PL), Somerset (UK), Lamar (EUA),…), bem como pelo nosso país (Avanca, Figueira da Foz, Famalicão, Trofa, Viseu …) em diversos festivais de cinema. No fim, o caminho será a aprendizagem e a destreza para trabalhar em equipa com um objectivo em comum: uma obra cinematográfica que abre caminhos para festivais nacionais e talvez o mundo.

Como objecto de reflexão do trabalho realizado, promovemos uma sessão de todas as produções realizadas no âmbito deste curso. Perspectiva-se uma uma oportunidade para a organização realizar um processo de auto-avaliação destes sete anos de trabalho em prol da formação e crítica cinematográfica. A sessão decorrerá no Mini-Auditório Salgado Zenha às 18:00 de 6 de Março. A entrada é livre.

Cinemalogia 1 – 2011/2012

O Brinco
realização com coordenação de Telmo Martins (2012), 1’4’’

Cinemalogia 2 – 2012/2013

Esperança
realização de Pedro Branco com coordenação de Artur Serra Araújo (2014), 12’11’’

Cinemalogia 3 – 2013/2014

Paloma
realização com coordenação de Nuno Portugal (2015), 18’57’’

Cinemalogia 4 – 2014/2015

Caminho para a Infelicidade
realização de Ana Monteiro e Pedro Pinheiro com coordenação de Paulo D’Alva (2014), 3’14’’

Nunca é Tarde
realização de Luís Matos com coordenação de Artur Serra Araújo (2016), 11’56’’

Cinemalogia 5 – 2015/2016

Banho de Paragem
realização de André Carvalho, Halisson Silva, Joana Moreira, Maria Teresa Colaço, Nuno Matos Valente e Pedro Correia com coordenação de Nuno Rocha (2016), 14’00’’

Cinemalogia 6 – 2016/2017

A Costureirinha
realização de Bruno Martins, Carolina Carvalho , Catarina Santos, Duarte Covas , Elsa dos Santos, Isabel Brazinha, Joana Bronze Ferreira, José Eduardo Caetano, Leonor Santos, Marcos Soares , Oumayma Ajarrai, Teresa Isabel Queirós, com coordenação de Telmo Martins (2017), 13’27’’

Cinemalogia 7 – 2017

Agorafobia
realização com coordenação de André Badalo (2017), 6’08’’

Cinemalogia 8 – 2018

Ficar Para Partir
realização de Isabel Brazinha com coordenação de Pedro Magano (2018), 15’