Caminhos do Cinema Português

Comunicado da Direção

Os Caminhos do Cinema Português lamentam que alguns filmes não tenham sido exibidos nas condições ideais e que o espetador não tenha tido a experiência desejada, no entanto, estamos a fazer de tudo para que possam vivenciar as obras tal e qual elas são e como elas foram idealizadas.

Infelizmente, não tivemos outra alternativa a não ser ter de utilizar os espaços das sessões para despistar os possíveis problemas técnicos, que foram surgindo devido a diversas situações como a exibição a partir de disco mecânico, a exibição a partir de SSD com incremento da largura de banda disponível, desligar a placa de som virtual DANTE que fazia o 5.1 digital, a exibição Stereo usando placa de som Focusrite Scarlett 2i2 e a exibição usando o reprodutor de multimédia VLC. Chegado a este passo final, detetámos que era este aplicativo que não conseguia descodificar em tempo real e de forma sincrónica a relação áudio e imagem que compõe os filmes. Face a isto tomámos opção por outra solução técnica que está a permitir que os filmes sejam exibidos nas melhores condições possíveis, com som digital 5.1, sem evidência dos problemas detetados. Assim estarão salvaguardadas as mencionadas falhas que afetaram nomeadamente, a exibição dos filmes “Caminhos Magnétykos”, “Madness” e “Pele de Luz”.

Antes de tudo as nossas desculpas ao público, bem como aos criadores, Edgar Pêra, João Viana e André Guiomar, respetivamente, e a todos os envolvidos na produção das obras mencionadas

É apanágio do festival ser um palco que permita o acesso à cultura cinematográfica nacional nas melhores condições. Assim, lamentamos ter falhado e tudo faremos para não falhar novamente. De forma a minorar a experiência dos nossos espectadores informamos que  os filmes “Pele de Luz” e “Madness” serão repostos no dia 1 de dezembro às 17:30 no TAGV e, que amanhã, dia 27 de novembro, às 22h haverá reposição do “Caminhos Magnétykos” no NOS Alma Shopping às 22:00. Todos os espectadores que tiveram esta má experiência terão acesso a estas reposições.

 

Esperamos que continuem a Caminhar connosco.

A Direção

Vítor Ferreira,

Tiago Santos,

João R. Pais