MG_0166.jpg

Os Caminhos desta semana…

Depois de um fim-de-semana marcado por vários momentos singulares, como a ante-estreia de “Virados do Avesso”, os Caminhos do Cinema Português apresentam uma semana marcada pela diversidade.

Destaques:

DOCUMENTAR PORTUGAL E O MUNDO:

– ALENTEJO, ALENTEJO (Sérgio Tréfaut)
1:36:17 | Faux | Documentário

– I LOVE KUDURO (Mário Patrocínio)
1:35:00 | Bro | Documentário

HUMOR:

– UMA NOITE NA PRAIA (São José Correia)

0:08:10 | Vera Mundi Produções | Curta

TERROR/HUMOR NEGRO:

– ECLIPSE EM PORTUGAL (Alexandre Cebrian Valente)

1:28:00 | D2D | Longa

AMAR DE TODAS AS FORMAS:

– A VIDA INVISÍVEL (Vitor Gonçalves)

1:39:00 | Rosa Filmes | Longa

– O GRANDE KILAPY (Zézé Gamboa)

1:40:00 | David & Golias | Longa

– É O AMOR (João Canijo)

2:15:00 | Midas Filmes | Longa

O primeiro destaque vai para o arranque dos Caminhos Juniores. A programação, dedicada às crianças, traz a possibilidade dos mais jovens terem acesso ao cinema português, pelo preço simbólico de um euro. As sessões dos Caminhos Juniores reforçam, assim, o carácter educativo da programação do festival, despertando os alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo, para a cultura cinéfila.

Para além das sessões para os mais pequenos, segunda-feira trouxe-nos, ainda, os Caminhos Seniores. Desta feita, o público alvo é mais alargado e, não sendo necessariamente só para os mais idosos, destina-se a todos aqueles que não têm acesso a este tipo de experiência, criando um espaço de sociabilização. A organização dos Caminhos do Cinema Português continua a comprometer-se com a tentativa de abarcar, na sua programação, os diferentes públicos-alvo, desconstruindo algumas das barreiras no acesso ao cinema português. Nesta secção serão apresentados os filmes “Coisa de Alguém” de Susanne Malorny, “Alentejo, Alentejo” de Sérgio Tréfaut e “É o Amor” de João Canijo.

Apesar do vínculo do festival ao cinema português, a organização propõe ainda uma viagem pelos Caminhos Mundiais, que levam o público até ao cinema Polaco. Este ciclo, programado por Piotr Maciantowicz, vai transformar o Mini-Auditório Salgado Zenha numa montra do cinema polaco contemporâneo.

O último destaque desta semana, vai para os Caminhos da Poesia Azul. Mais uma ramificação da programação dos Caminhos, onde destacamos a presença de Herberto Hélder a declamar poemas de Manuel de Castro.

No entanto, e porque a programação da vigésima edição dos Caminhos do Cinema Português não se esgota na exibição dos filmes, a semana complementa-se ainda de master sessions, onde o público puderá interagir com os protagonistas e realizadores. De destacar, “O Humor no Cinema Português”, com a presença de Osvaldo Manuel Silvestre, Catarina Maia, São José Correia e Alexandre Cebrian Valente.

Mais informações e sinopses em www.caminhos.info

Texto: Afonso Bastos

Programação: João Pais

Fotografia: Lia Ferreira