Caminhos do Cinema Português

Premiados

Uma semana de bom cinema português, horas de exibição, trazem até você o melhor do Cinema. E eis que os diferentes júris decidiram os melhores filmes da XVIII edição dos Caminhos do Cinema Português. Fica por apurar ainda o Prémio do Público, que será o último a dar o seu veredicto.

E eles são:

 

– PRÉMIO DO PÚBLICO  –

 Melhor Filme

Miguel Gonçalves Mendes | ”José e Pilar”


– PRÉMIOS JÚRI OFICIAL  –

Grande Prémio do Festival

João Canijo | ”Sangue do meu Sangue”

 

Melhor Longa-Metragem

Sérgio Tréfaut | ”Viagem a Portugal”

 

Melhor Curta-Metragem

Nuno Portugal | “O voo da papoila”

 

Melhor Animação

Joana Imaginário | “Mulher Sombra”

 

Melhor Documentário

Miguel Gonçalves Mendes | “José e Pilar”

 

Prémio Revelação

João Nuno Pinto | “América”

 

Prémio Melhor Actor

Fernando Luís | “América”

 

Prémio Melhor Actor Secundário

Ângelo Torres | “Estrada de Palha”

 

Melhor Actriz

Rita Blanco | “Sangue do meu Sangue”

 

Melhor Actriz Secundária

Isabel Ruth | “Viagem a Portugal”

 

Melhor Realizador

João Canijo | “Sangue do Meu Sangue”

 

Melhor Direcção Artística

João Nunes e  Pedro Soares | “Quinze Pontos na Alma”

 

Melhor Argumento Original

João Canijo | “Sangue do meu Sangue”

 

Melhor Argumento Adaptado

Luísa Costa Gomes e Edgar Pêra | “O Barão”

 

Melhor Fotografia

Luís Branquinho | “O Barão”

 

Melhor Guarda-Roupa

Paulo Gomes |“Quinze Pontos na Alma”

 

Melhor Caracterização

Jorge Bragada |  “O Barão”

 

Melhor Montagem

Tiago Antunes | “O Barão”

 

Melhor Som

Vasco Pimentel, Tiago Matos, Joel Rangon | “Cisne”

 

Melhor Música Original

The Lengendary Tigerman & Rita Redshoes | “Estrada de Palha”

 

– PRÉMIOS JÚRI  ENSAIOS VISUAIS  –
MELHOR FILME – “Alegoria dos Sentidos” de Nelson de Castro e Wilson Pereira | Universidade Lusófona

MENÇÃO HONROSA –

André Guiomar | “Piton” | Universidade Católica Portuguesa – Porto

 

– PRÉMIO JÚRI FICC| IFSS –
PRÉMIO D. QUIJOTE

Marta Monteiro  | “Independência de Espírito”

MENÇÃO HONROSA

Miguel Gonçalves Mendes |  “José e Pilar”

– PRÉMIO REVISTA C –

Vicente Alves do Ó | “Quinze Pontos na Alma”